Durante esta semana, servidores da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano estão trabalhando no cadastro dos inscritos no programa do Governo Federal Minha Casa Minha Vida. De acordo com o Assessor para Economia Solidária, Rodrigo Viana, cerca 2.500 pessoas se inscreveram no programa, que objetiva a redução em 14% do défict habitacional do Brasil (estimado em 8 milhões de moradias), estimulando a economia a enfrentar a atual crise econômica.
Formiga será contemplada com 782 casas populares para famílias que recebem de zero a três salários mínimos. O valor limite de cada casa é de R$38 mil e a prestação será de até 10% da renda familiar, com um prazo de pagamento para até 10 anos (ajustado de acordo com a renda e idade).
Após o cadastramento, servidores da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano realizarão uma seleção, que levará em conta, principalmente, a renda per capita de cada família. Além deste, outros pontos também serão levados em consideração como deficiente e idosos na família.
Seminário no Unifor
No sábado (29), foi realizado no Salão Nobre Eunézimo Lima, no Unifor, o Seminário sobre Habitação Popular de Interesse Social, realizado pela Prefeitura, Sindicato dos Engenheiros de Minas Gerais, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Câmara Municipal.
O objetivo deste seminário foi debater as principais questões relacionadas ao programa ?Minha Casa, Minha Vida? e a implementação da Lei Federal 11.888, que assegura às famílias com renda bruta de 0 a 3 salários mínimos, a assistência técnica gratuita para projetos de engenharia e arquitetura para reformas e construções, tanto na zona urbana quanto na zona rural.
Cerca de 230 pessoas, entre engenheiros, representantes de construtoras, estudantes de engenharia e arquitetura, estudantes de serviço social, entidades populares, autoridades de Formiga e diversas cidades, como Campo Belo, Arcos, Belo Horizonte, Conselheiro Lafaiete, e outras. O evento teve o apoio do CREA/MG e a parceria do Unifor/MG e Caixa Econômica Federal (Agência Formiga).

print
Comentários