A Prefeitura de Arcos, em parceria com a Promotoria da Vara da Infância e Juventude realizou, nessa quinta-feira (12) na Câmara Municipal, a primeira reunião pública de apresentação do projeto de construção do Centro de Acolhimento Institucional Doutora Ana Lúcia Rodrigues Costa.

O evento contou com a presença de autoridades, empresários, sociedade civil e representantes de instituições filantrópicas do município.

O Centro de Acolhimento foi fundado em 2010 para atender as necessidades de crianças e adolescentes em situação de risco social e pessoal, que foram afastados das famílias como medida judicial de proteção. Com a demanda crescente de situações de vulnerabilidade, ao longo dos anos foram identificadas pelas gestões municipais e o Ministério Público a necessidade de ofertar uma estrutura compatível para o bem-estar do público infanto-juvenil, principalmente referente às questões estruturais.

Atualmente, a instituição funciona como uma casa de acolhimento temporário e excepcional, que busca ofertar a moradia provisória com máxima semelhança de uma rotina familiar. Os acolhidos dispõem de educadores sociais em período integral, que se preocupam, para além de suas atribuições, promover a socialização e o desenvolvimento saudável da criança e do adolescente.

Durante o encontro, foi informado que a administração municipal doou um terreno para a construção da nova sede do Centro de Acolhimento, além da apresentação do projeto arquitetônico elaborado pelo engenheiro civil Sávio Ribeiro, seguindo as normas técnicas de engenharia – que consiste na construção de alas independentes e comunitárias, que favorecem a integração dos acolhidos, preservando suas individualidades, divisão por gênero e idade, além de contar com espaços de convivência e acompanhamento técnico e psicossocial.

O novo prédio contará com alas feminina e masculina, com dormitórios que também irão comportar espaços de recreação e estudo, além de uma ala infantil com berçário. As áreas de construção em comum dispõem de cozinha, lavanderia e horta comunitária. Anexo aos prédios, será construído o ambiente administrativo e técnico.

A coordenadora do Centro de Acolhimento Institucional, Naiara Fabiana Silva destaca a importância do engajamento da sociedade para que essa obra de valor social imensurável venha a ser concretizada com os esforços e união de toda a população. “Nossa intenção é convocar a sociedade para conhecer o que de fato é o serviço de acolhimento, desmistificando o senso comum estigmatizado sobre a instituição, e também, neste momento de crise financeira, mobilizá-la na construção deste grandioso projeto”.

A promotora da Vara da Infância e Juventude, Juliana Amaral de Mendonça Vieira, que participou ativamente de todas as etapas do projeto, enfatizou a responsabilidade da sociedade na proteção das crianças e adolescentes, conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Campanha de mobilização de recursos para a construção da nova sede

Os participantes da reunião pública tiveram a oportunidade de apresentar propostas e ideias que vão subsidiar uma campanha de mobilização para arrecadar recursos, através de ações e eventos, na concretização do projeto. Mais informações e como participar, ligue no telefone: (37) 3351- 4113.

Imprimir

Fonte:

Prefeitura de Arcos