A criação do fator 85/95 (índice que antecipa a aposentadoria integral) para substituir o fator previdenciário pode ser votada na segunda quinzena de junho. O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB/SP) e o presidente do Senado, José Sarney (PMDB/AP), concordaram em incluir o projeto na pauta de votação.
Antes de ser votado, o projeto precisa passar pelo crivo de líderes da Cãmara, que definirão se o projeto vai direto para o plenário ou não. Se for direto, ocorre a votação na Câmara e em seguida a proposta vai para o Senado. Votada a proposta, ela é encaminhada para o Presidente Lula que deverá aprová-la ou não.
Como funcionará o fator 85/95?
O fator 85/95 reduz o tempo de contribuição a mais que o segurado precisa ter para conseguir o valor integral. Como funciona? O contribuinte do sexo feminino soma o tempo de contribuição com a idade. Se a soma for igual a 85, ela terá o direito à aposentadoria. No caso do contribuinte do sexo masculino, a soma deverá ser igual a 95 para que ele possa se aposentar. Se o valor somado for superior a 85/95, o contribuinte terá direito a receber um bônus.
Se por algum motivo a pessoa não atingir o valor do novo fator e já tiver completado o tempo mínimo de contribuição (35 anos para homens e 30 anos para mulheres) poderá ter o valor calculado pela regra atual.

print
Comentários