Um protesto contra a baixa do lago de Peixoto/ Furnas será realizado a partir das 13h deste sábado (15). 

De acordo com o grupo “Represa Mascarenhas de Moraes”, população, rancheiros, prefeitos, vereadores de toda a região deverão estar reunidos no porto Cássia/Delfinópolis para esse “grito de socorro” em defesa do Lago de Peixoto. A população solicita a preservação do nível mínimo.

O senador Rodrigo Pacheco, líder do Democratas no Senado, disse que apresentará um requerimento pedindo ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) explicações sobre o baixo nível de água da Represa de Furnas. 

Em dezembro, o reservatório estava com 12,23% de sua capacidade. De acordo com o parlamentar, recentemente se reuniu, com os diretores do ONS e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para entender o motivo do baixo nível do reservatório. 

Rodrigo Pacheco lembrou que o baixo nível de água no reservatório de Furnas não prejudica somente a produção de energia, e sim todo o desenvolvimento regional. 

De acordo com ele, a água da represa não é só para gerar energia e as centrais elétricas precisam entender isso. Há um pacto muito maior, que envolve turismo, desenvolvimento econômico, o acesso à água.

“Além do fato de que uma série de pessoas precisam dessa água para o plantio e para sua própria subsistência, em função da sua atividade econômica”, explicou. 

Segundo o senador, se o nível da Represa de Furnas estiver baixo por responsabilidade humana, ele exigirá explicações em todas as instâncias. 

“Se a conclusão for por falta de chuva, não temos o que fazer. Mas se for por ação humana, eu vou tê-la como ação humana irresponsável que está fazendo com que todos nós, das mais de 30 cidades do entorno, estejamos pagando o pato por uma conta que não é nossa”, destacou.. 

De acordo com a última atualização do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) o reservatório Mascarenhas de Moraes está com 59,17% de sua capacidade. 

Já o reservatório de Furnas, está com 24,55%, Marimbondo 47,53%,  Água Vermelha 33,77%.

 

Fonte: Jornal da Franca ||
Imprimir
Comentários