Protesto de caminhoneiros no país entra no quinto dia

Os caminhoneiros reivindicam a criação de uma tabela de preço mínimo do frete.

Os caminhoneiros reivindicam a criação de uma tabela de preço mínimo do frete.

Os protestos de caminhoneiros ficaram concentrados nos estados de Mato Grosso e Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira (27). De acordo com o último balanço da Polícia Rodoviária Federal, seis pontos estavam bloqueados parcialmente no Mato Grosso e no Rio Grande do Sul no domingo (26).
No Mato Grosso, os bloqueios aconteceram nos municípios de Diamantino (BR 364, km 615), Nova Mutum (BR 163, km 598), Comodoro (BR 174, km 488) e Sorriso (BR 163, km 748).
No Rio Grande do Sul, ocorreram bloqueios parciais em Palmeira das Missões (BR 469, km 0) e Ijuí (BR 285, km 458). No início da manhã de segunda-feira (27), no entanto, a Polícia Rodoviária Federal informou que não havia mais manifestações de caminhoneiros no estado.

Os caminhoneiros reivindicam a criação de uma tabela de preço mínimo do frete.
Segundo o Ministério da Justiça, a Polícia Rodoviária Federal, a Força Nacional de Segurança Pública e as polícias estaduais estão de prontidão para garantir o adequado fluxo de veículos nas rodovias.

É a segunda vez este ano que os caminhoneiros protestam por meio de bloqueios em rodovias. Em março, a manifestação durou 12 dias. Na semana passada, os protestos foram retomados.

Imprimir
Comentários

Sobre o Autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Protesto de caminhoneiros no país entra no quinto dia

Os caminhoneiros reivindicam a criação de uma tabela de preço mínimo do frete.

Os caminhoneiros reivindicam a criação de uma tabela de preço mínimo do frete.

Os protestos de caminhoneiros ficaram concentrados nos estados de Mato Grosso e Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira (27). De acordo com o último balanço da Polícia Rodoviária Federal, seis pontos estavam bloqueados parcialmente no Mato Grosso e no Rio Grande do Sul no domingo (26).

No Mato Grosso, os bloqueios aconteceram nos municípios de Diamantino (BR 364, km 615), Nova Mutum (BR 163, km 598), Comodoro (BR 174, km 488) e Sorriso (BR 163, km 748).

No Rio Grande do Sul, ocorreram bloqueios parciais em Palmeira das Missões (BR 469, km 0) e Ijuí (BR 285, km 458). No início da manhã de segunda-feira (27), no entanto, a Polícia Rodoviária Federal informou que não havia mais manifestações de caminhoneiros no estado.

Os caminhoneiros reivindicam a criação de uma tabela de preço mínimo do frete.

Segundo o Ministério da Justiça, a Polícia Rodoviária Federal, a Força Nacional de Segurança Pública e as polícias estaduais estão de prontidão para garantir o adequado fluxo de veículos nas rodovias.

É a segunda vez este ano que os caminhoneiros protestam por meio de bloqueios em rodovias. Em março, a manifestação durou 12 dias. Na semana passada, os protestos foram retomados.

Redação do Jornal Nova Imprensa Hoje em Dia

Comentários

Sobre o Autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!