Em reunião realizada no Ministério Público do Trabalho no dia 04/05/2009, a Santa Casa buscando finalizar os impasses entre a entidade e o Sindicato dos Trabalhadores em Serviço da Saúde de Formiga, a Procuradora do Trabalho apresentou para ser levado para apreciação das partes a seguinte proposta:
1) 3,5% de reposição salarial;
2) não desconto dos dias paralisados dos empregados grevistas;
3) não retaliação dos empregados grevistas, com fixação de 60 dias de garantia de emprego para os mesmos, marcando nova reunião de mediação para 13/05/2009.
A Santa Casa aceitou realizar estudo contábil para apurar as condições financeiras para assumir o encargo de reposição de 3,5%, concordando em conceder 60 dias de garantia de emprego aos grevistas e o desconto parcial (50%) dos dias paralisados.
O Sindicato Profissional, NÃO concordou com a proposta, conforme registrado em ata ?que entende não ser razoável qualquer proposta em que haja desconto de 50% do salário dos grevistas, que até o presente momento os grevistas não receberam ticket alimentação, que em vista do exposto não tem interesse em insistir na mediação numa nova assentada?.

A Santa Casa acata a determinação da Procuradora do Trabalho e informa que está agendada uma reunião junto ao Sindicato para discussão da escala mínima de serviços.
Diante dos fatos acima citados, será mantida a greve dos funcionários, e a Santa Casa se compromete em manter o atendimento mínimo a população de Formiga e região.
Contamos com a compreensão de todos!
MESA ADMINISTRAVA da SANTA CASA.

Imprimir
Comentários