Nessa quinta-feira (12) uma quadrilha, suspeita de roubo e clonagem de veículos, trafico de drogas e outros crimes, foi presa pela Polícia Militar de Arcos e Pedro Leopoldo.

Segundo a PM, existe a suspeita do envolvimento do grupo com o PCC. A ocorrência teve início na noite de quarta-feira (11), quando um funcionário de um forno de cal situado às margens da MG-170, zona rural de Arcos, fez contato com a Polícia Militar informando que um motorista de caminhão, de 32 anos, havia chegado no local a pé, após ser vítima de um roubo no pátio do posto ‘Barreiro’, entre Arcos e Formiga.

O motorista contou aos policiais que havia descarregado uma carga de batatas em Belo Horizonte, recebendo cerca de R$3 mil e retornando para Arcos com uma carga pertencente a uma mineradora, que foi devidamente descarregada na empresa. Em seguida, foi até o posto para tomar banho e lanchar, momento em que foi abordado por dois homens, armados, os quais anunciaram o assalto. Outros três criminosos, que estavam em um automóvel Gol, davam cobertura.

Após os dois suspeitos fugirem no caminhão rumo à Formiga, levando o dinheiro e pertences do motorista, a vítima teve o rosto coberto e foi levada, no carro, até as proximidades do Distrito da Ilha, entre Arcos e Lagoa da Prata, onde foi libertada após ameaça de morte.

A ação policial

Numa ação rápida, militares de Arcos levantaram as informações necessárias para rastrear o caminhão roubado e, depois de obter sua localização, acionaram uma equipe da PM na cidade de Pedro Leopoldo, onde o caminhão se encontrava. Dois criminosos que participaram do roubo, naturais de Arcos, foram presos naquela localidade. Eles têm 33 e 18 anos e uma extensa ficha policial. O veículo e parte do dinheiro foram recuperados.

Em continuidade, os militares conseguiram identificar os outros três envolvidos, também de Arcos. Um deles, de 23 anos e com várias passagens pela polícia, estava com mandado de prisão em aberto e foi localizado pela PM durante o rastreamento e preso em flagrante. No momento da prisão, ele portava R$1.790, em dinheiro.

Os outros são dois irmãos, ex-presidiários, de 26 e 27 anos respectivamente. Um foi condenado por envolvimento em um homicídio triplamente qualificado ocorrido há alguns anos no município e estava cumprindo pena em penitenciária de outra cidade, mas foi posto em liberdade e retornou para Arcos, voltando a cometer crimes. Ele continua foragido.

O outro irmão foi encontrado numa estrada rural e tentou fugir assim que avistou a viatura, mas acabou preso. O carro usado no crime estava na casa dele e foi apreendido, além de R$ 1 mil em dinheiro.

Após a prisão de quatro dos cinco indivíduos, o rastreamento prossegue na tentativa de se localizar e prender o outro suspeito.  Na cidade de Pedro Leopoldo, além dos dois envolvidos no crime em Arcos, vários outros foram presos por roubo, receptação e tráfico de drogas.

 

Fonte: Portal Arcos||

Imprimir

Comentários