Os óculos de sol são essenciais para proteger a visão nos dias de sol evitando o desenvolvimento de doenças oculares, conferindo maior conforto visual. Até mesmo os bebês e as crianças devem usar óculos de sol quando estiverem ao ar livre, no entanto é preciso que estes sejam de qualidade.

Conforme profissionais destacam, na hora de sair ao sol, é essencial ter algumas precauções. Quando se trata desse acessório, no entanto, não basta ir logo comprando qualquer um. É necessário buscar aqueles que realmente contem com a proteção adequada, sob o risco de acabar tendo problemas maiores e significativos.

“Quando estamos em um local claro, a pupila fica pequena. O inverso acontece em lugares escuros. Caso os óculos não tenham qualidade, o resultado da pupila dilatada é uma introdução maior dos raios solares nos olhos”, explica Clarice Dayrell, oftalmologista e professora da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas).

 

Os raios UVA são os que mais incidem na superfície terrestre e por isso são essenciais em um bom óculos de sol. No entanto, os óculos de sol mais indicado para proteger a saúde dos olhos é aquele que possui os 4 filtros: UVA, UVB, UVC e polarizado.

 

Os óculos de sol de boa qualidade custam mais caro, mas contém filtros especiais que impedem a passagem dos raios solares, protegendo e garantindo a saúde dos olhos. Veja na tabela a seguir a importância destes 4 filtros nos óculos de sol:

FiltrosProtege as estruturasAjudam a evitam as doenças
UVACristalinoCatarata
UVBCórnea e cristalino
Inflamação e opacidade da
córnea córnea;
Catarata
UVCCórneaInflamação e opacidade da
córnea córnea
PolarizadaTodo o olhoDegeneração macular, catarata

Existem no mercado vários modelos para todos os tipos de rosto. Alguns podem inclusive ser feitos à medida com o grau que o indivíduo necessita, podendo substituir o uso do óculos de grau comum nos dias ensolarados.

Os óculos de sol mais baratos não protegem os olhos do sol, por não terem os filtros necessários, e podem ser causadores de doenças oculares, porque quanto mais escura a lente, maior a dilatação da pupila e consequentemente maior a exposição aos raios solares nocivos. No entanto, a grande maioria das marcas vendidas no Brasil possuem bons filtros, com excessão dos óculos de sol pirateados e vendidos no camelô, por exemplo.

Indicações

Para ficar realmente protegido do sol, porém, alguns tipos são mais indicados. Conforme ressalta Natália Pietra, oftalmologista da Clínica de Olhos Santa Casa, as lentes mais curvas, por exemplo, protegem mais as laterais, fazendo com que elas fiquem menos expostas aos efeitos nocivos da exposição aos raios solares. “É importante unir sempre o estilo e a sofisticação com a proteção”, pontua ela, que ressalta, ainda, que todas as pessoas devem utilizá-los, inclusive as crianças, que são mais sensíveis do que os adultos.

Vida útil:  uso prolongado pode diminuir benefícios

Muitas marcas de óculos escuros não indicam se possuem proteção contra o sol, conforme destaca Natália Pietra, oftalmologista da Clínica de Olhos Santa Casa. Daí a relevância de buscar sempre as certificações.

 

No entanto, há sinais físicos que podem revelar que, mesmo que eles sejam de qualidade, já está na hora de trocá-los por novos, uma vez que os benefícios podem diminuir devido ao uso por tempo prolongado. “É importante ver se a película está arranhada, por exemplo. O tempo útil desse item varia muito, inclusive conforme os cuidados que cada indivíduo tem com eles. De acordo com as condições em que os óculos se encontram, o filtro pode estar danificado. É importante que se esteja atento a isso para estar sempre protegido”, orienta a profissional.

 

Fonte: O Tempo/portal Tua Saúde ||

Imprimir

Comentários