Hoje (17) é um dos dias mais importantes para os católicos. A Quarta-feira de Cinzas marca o início da Quaresma, período de 40 dias em que os cristãos se preparam para a celebração da Páscoa. As igrejas fazem diversas celebrações com a distribuição das cinzas para os fiéis.
Todos os anos, o papa publica uma mensagem conclamando os fiéis a viverem intensamente este tempo que é caracterizado como momento de penitência e conversão. Para 2010, Bento XVI escolheu a justiça como tema de sua mensagem.
?Qual é a justiça de Cristo? É antes de mais a justiça que vem da graça, onde não é o homem que repara, que cura si mesmo e os outros?, diz o papa. ?Converter-se a Cristo, acreditar no Evangelho, no fundo significa precisamente isto: sair da ilusão da autosuficiência para descobrir e aceitar a própria indigência ? indigência dos outros e de Deus, exigência do seu perdão e da sua amizade?.

Confira os próximos horários de missas nas paróquias de Formiga
Paróquia São Judas Tadeu: Matriz 19h30.
Paróquia São Vicente Férrer: Matriz 19h.
Comunidades de São Geraldo e Nossa Senhora de Lourdes também às 19h.
Paróquia Sagrado Coração de Jesus: 17h, 19h e 21h.
Celebração da palavra nas comunidades às 19h.
Paróquia São Sebastião: 20h
Comunidade de São Camilo 18h.
Campanha da Fraternidade
A Quarta-feira de Cinzas marca também o início da Campanha da Fraternidade, que este ano será ecumênica. O tema de 2010 é ?Fraternidade e Economia? e o lema da campanha ?Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro?.
O objetivo geral é ajudar a sociedade a construir uma economia que esteja a serviço da vida, isto é, colaborar na promoção de uma economia a serviço da vida, fundamentada no ideal da cultura da paz, a partir do esforço conjunto das Igrejas Cristãs e de pessoas de boa vontade, para que todos contribuam na construção do bem comum em vista de uma sociedade sem exclusão.
Objetivos específicos:
1. Sensibilizar a sociedade sobre a importância de valorizar todas as pessoas que a constituem;
2. Buscar a superação do consumismo, que faz com que ?ter? seja mais importante do que as pessoas;
3. Criar laços entre as pessoas de convivência mais próxima em vista do conhecimento mútuo e da superação tanto do individualismo como das dificuldades pessoais;
4. Mostrar a relação entre fé e vida, a partir da prática da justiça como dimensão constitutiva do anúncio do evangelho;
5. Reconhecer as responsabilidades individuais diante dos problemas decorrentes da vida econômica, em vista da própria conversão.

print
Comentários