Uma árvore de grande porte, localizada na praça da rua João Domingos da Fonseca, no Centro de Formiga, caiu na tarde de quinta-feira (26), durante um vendaval.

Um caminhão e um veículo de passeio foram atingidos. Ninguém se feriu.

Com a queda, a árvore foi arrancada do canteiro em que se encontrava. As raízes da planta já estavam expostas, e pareciam estar superficiais no terreno, dificultando a fixação e a estabilidade da espécie arbórea.

Segundo informações da Estação Automática do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), instalada no Unifor MG, , a velocidades dos ventos durante o temporal que caiu sobre Formiga foram superiores a 60 km/h. Há registros de quedas de, pelo menos, outras três árvores: duas na avenida Rio Branco e outra, de pequeno porte, próximo  ao Cemitério do Santíssimo.

Uma equipe do jornal esteve no local do acidente e acompanhou o início dos trabalhos dos servidores da Prefeitura para a retirada da árvore que provocou a interdição da via. 

Em contato com o secretário de Gestão Ambiental, Leyser Rodrigues, para saber sobre as providências que seriam tomadas após o acidente, foi encaminhada ao jornal a seguinte nota:

“a Prefeitura Municipal de Formiga, por meio da Secretaria Municipal de Gestão Ambiental, informa que, no meio da tarde desta quinta-feira, por volta de 15h00, a cidade de Formiga foi tomada por um temporal, com ventos superiores a 60 km/h, conforme registrado pela Estação Automática de Superfície do INMET, localizada no campus do UNIFOR-MG. Associado ao vento, chuvas torrenciais e desuniformes foram registradas em alguns bairros da cidade, causando danos, inclusive, com a queda de árvores. Aparentemente, a região compreendida entre a Rua João Domingos da Fonseca e Avenida Rio Branco concentrou ventos que promoveram o declínio de 3 árvores, dentre as quais, uma fícus (Ficus elástica). A equipe da Secretaria Municipal de Gestão Ambiental está, nesse momento, promovendo a retirada das árvores com o auxílio do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar. Apesar da proximidade de alguns veículos, não foram registrados danos materiais e nem humanos”.

print
Comentários