Por Priscila Rocha – Últimas Notícias

A primeira reunião do Legislativo formiguense de 2020, realizada na noite dessa segunda-feira (3), foi marcada por uma denúncia grave feita pela vereadora Joice Alvarenga/PT: uma rachadinha na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Formiga.

De acordo com a vereadora, em razão da proibição do recebimento de hora extra por funcionários contratados no exercício de cargo de confiança, o valor dos plantões que eles realizavam eram contabilizados na folha de funcionários concursados que, posteriormente, devolviam os valores aos profissionais.

Na manhã desta terça-feira (4), a Prefeitura divulgou uma nota informando que não existe prática fraudulenta na unidade de saúde. “Após análise de todos os relatos feitos pela edil, o Executivo informa que, antes mesmo de o pedido formal de esclarecimentos chegar ao Gabinete, a apuração dos relatórios de pontos dos servidores da Unidade já havia sido solicitada e, de acordo com a equipe gestora da Saúde e da Unidade de Pronto Atendimento, não existe prática fraudulenta”, informa a nota.

Além desta, Joice denunciou outras anormalidades na contração de funcionários. “Fiquei sabendo esta semana que, estranhamente, a UPA não tem somente técnicos de enfermagem contratados via processo seletivo/concurso, mas também tinha encarregada de serviço radiológico atuando há mais de um ano em cargo de confiança como técnica de enfermagem”, disse Joice que informou ainda, que após ser exonerada, o Setor de Recursos Humanos negou à profissional a comprovação de que ela tinha sido exonerada no dia 10 de janeiro deste ano.

“Entrei em contato com a Secretaria de Recursos Humanos para saber qual o motivo da negação do documento e porquê, apesar da pessoa ter sido admitida em abril de 2019, a pasta dela estava incompleta”. Segundo a vereadora, a profissional recentemente exonerada, não havia assinado os documentos exigidos para nomeação em cargo de confiança, inclusive a declaração afirmando não possuir parentes trabalhando na Prefeitura, o que impede a nomeação.

Joice declarou ainda que a pessoa relatou outras questões que precisam ser apuradas. “A profissional me cientificou sobre muitas questões que precisam ser apuradas e que eu não tive coragem de expor nesta reunião, mas que o Poder Executivo e o Ministério Público tomarão conhecimento”.

A Prefeitura informou que o chefe de gabinete Jaderson Teixeira realizou uma reunião na manhã desta terça-feira (4) com o secretário de Saúde, Leandro Pimentel e com o diretor da UPA, Samuel Castro, para tratar dos assuntos referentes às denúncias feitas pela vereadora Joice Alvarenga. Conforme a nota, a administração municipal aguardará a formalização do pedido de informação por parte da vereadora.

Imprimir
Comentários