Sucessão na Casa Goiaba – I

Cerca de 13 partidos políticos estiveram representados na reunião realizada na sexta-feira passada (5), na sede do Lions Clube, para ouvirem de Eugênio Vilela, Cid Corrêa e Aluísio Veloso as razões que os levaram a firmar o acordo (inédito, até então), que resultou na união de forças em torno de uma candidatura de consenso geral, para os cargos de prefeito e vice nas eleições de outubro.

 

Sucessão na Casa Goiaba – II

Segundo  apurado pelo jornal, cerca de 50 pessoas entre dirigentes de partidos e filiados estiveram no encontro e garantiram apoio à inciativa.

 

Sucessão na Casa Goiaba – III

Partidos presentes: PP (Walter Arantes); PV (Welerson Piririca); PRTB (Paulo Matos); PRD (José Thiers); DEM (Celio Pacheco); PTB (Jaderson Teixeira); PPS (Thiago Pinheiro); PTN (Alisson); PEN (Wilson José); PHS (Rodrigo Melo); PSB (Aluísio Veloso); PSD (Cid Corrêa); PSDB (Eugênio Vilela). Estes partidos deverão formar a Coligação Majoritária e Proporcional.

 

Orçamento impositivo?

O líder do governo na Câmara, o vereador José Aparecido Monteiro (Zezinho Gaiola), convida a todos os interessados (inclusive vereadores) a participarem de uma reunião na próxima segunda-feira (14), às 9h, no Gabinete do Prefeito para cobrarem do alcaide as razões pelas quais ele não repassa determinadas verbas orçamentárias devidamente aprovadas. Como exemplo, citou o repasse que já deveria ter sido feito para o Corpo de Bombeiros, dentre outras.

 

Revolta no picadeiro

Zezinho Gaiola, usando de sua habitual sinceridade e verborragia diferenciada, mais uma vez, tropeçou nas palavras quando ao defender o não uso da arma regimental conhecida como obstrução, ultimamente adotada por vereadores da oposição e uma da própria situação, disse textualmente: “(…) a gente já não trabalha muito mesmo… acho melhor passar a ter reunião só uma vez por mês, depois de quitada a folha de pagamento do funcionalismo. Ficar vindo aqui para não aprovar nada, só para fazer circo?  Pra que? (…)”.

Troco na hora

O vereador Arnaldo Gontijo, visivelmente irritado, desafiou que Zezinho comprovasse que a obstrução tenha resultado em algum prejuízo real para o município. Ai…

Josino embolou o meio de campo

Na ânsia de defender o posicionamento do governo, o vereador Josino Bernardes citou a não aprovação da Planta de Valores, fato ocorrido anteriormente, sem a menor ligação com “obstrução”. Rapidamente o presidente da Casa, Evandro Donizeth da Cunha (Piruca) rebateu, informando que o tal projeto foi sim submetido à votação, só que foi derrotado. Projeto derrotado em Plenário, não podia mesmo ser dado como aprovado, muito menos foi obstruído.

Piruca defende a Casa

Em seguida, o presidente mandou novo recado ao Executivo: “Aqui nesta Casa, a gente cumpre o regimento. As comissões têm um prazo para dar seus pareceres e a tramitação de projetos dentro do prazo é legal. Eles que deixem de lado esta mania de enviar projetos para cá, em cima da hora, querendo urgência”.

Juarez avisa

Defendendo as posições do prefeito, o vereador Juarez Carvalho lembrou que no ano anterior, quando a Câmara deu ao Executivo o direito de remanejar em 50% o orçamento, houve problemas.  Agora, com a aprovação de apenas 20% de margem de remanejamento, a coisa vai ser pior. “20% é muito pouco, eu avisei”, disse Juarez, triste e inconformado.

Uso da Tribuna I

Carlos Chaves, empresário do ramo de transportes (Truckmais), que adquiriu lotes no bairro Del Rey e lá construiu um galpão destinado a abrigar seu projeto (Centro de Distribuição da Coca Cola Fensa Brasil) que atenderá a região Centro-Oeste, fez uso da Tribuna do Povo para apresentação das empresas do grupo a que pertence e informou aos vereadores que pretendia apenas receber o sim, sobre sua pretensão de anexar ao seu empreendimento área de 792m², referentes à desafetação de uma rua que segundo o projeto, separa os dois terrenos por eles adquiridos e que, a bem da verdade, é de pouca valia (uso) para terceiros.

Uso da Tribuna II

Chaves informou aos vereadores que a empresa deverá entrar em funcionamento em poucos dias e para tanto, já contratou empresa local, a qual promoverá a seleção de candidatos, visando a contratação de 60 funcionários para ocuparem cargos dos mais diversos níveis na empresa.

Dia das Mulheres

As servidoras do Legislativo foram homenageadas em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, assistindo no Plenário ao pronunciamento feito pela advogada Waldereci Santos, assessora jurídica da Câmara. Waldereci que também é Conselheira da Ordem dos Advogados do Brasil em Minas Gerais (OAB-MG)  discorreu sobre o tema com grande desenvoltura e brilhantismo. Todos os vereadores fizeram uso da palavra homenageando-a, assim como a todas as mulheres.

Imprimir

Comentários