A receita das exportações mineiras de açúcar, em outubro, aumentou 17,72%. Foram US$ 61,2 milhões, na comparação com os US$ 52 milhões registrados no mesmo mês de 2008, informa o Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Os bons resultados podem ser atribuídos principalmente à melhoria do preço médio do produto no mercado internacional, informa a Superintendência de Política e Economia Agrícola da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), que organizou os dados.

Segundo o superintendente João Ricardo Albanez, apesar da redução no volume de açúcar embarcado para o exterior no décimo mês deste ano, houve um aumento de quase 25% na cotação média do produto. A tonelada, no período, foi vendida por mais de US$ 353 na comparação com os US$ 283 registrados no mesmo mês de 2008.

O que motivou o aumento foi a demanda maior por açúcar do Brasil principalmente pela Índia. Albanez explica que esse país tem grande consumo e apresentou quedas de produção de cana-de-açúcar nas últimas safras, o que provocou a diminuição dos estoques. Por isso, ele acrescenta, a Índia passou de produtor e exportador a comprador e agora não consegue mais nem a autossuficiência na produção. Existe ainda a perspectiva de sustentação dos preços, possibilitando a manutenção de um mercado firme para o açúcar, porque a Índia deverá importar até 3 milhões de toneladas do produto no próximo ano.

Álcool em alta

A exportação de álcool também foi beneficiada pelo aumento do preço médio, neste caso da ordem de 3%, alcançando quase US$ 558 por tonelada, contra os US$ 542 registrados em outubro do ano passado. Embora o volume exportado tenha aumentado apenas 1,61% no décimo mês deste ano, a receita alcançou quase US$ 19 milhões na comparação com os US$ 18 milhões do mesmo período de 2008.

Imprimir
Comentários