Um garoto de cinco anos ganhou na escola, no município de Eldorado (464 km de Campo Grande), um carrinho de fricção como presente do Dia da Criança. Dentro dele, porém, a surpresa: o brinquedo escondia droga e dinheiro falso.
O carrinho era um dos 900 brinquedos doados pela Receita Federal para a Prefeitura de Eldorado distribuir nas escolas municipais de educação infantil da cidade. Os pais estão sendo alertados, por meio de anúncios em rádio, a entregar os outros brinquedos à polícia.
Em outro brinquedo, que ainda não havia sido distribuído, foi encontrada uma substância de cor marrom, com pequenos pregos misturados. Suspeita-se de que se trata de explosivos.
O menino Guilherme descobriu que o seu fusca de fricção (que se movimenta por atrito com o chão) escondia drogas ao tentar, com a ajuda do pai, desmontar o brinquedo, que não funcionava. Dentro estavam 20 notas falsas de R$ 50 e 30 gramas de uma substância branca que a polícia diz ser cocaína. Uma perícia irá confirmar isso.
O menino recebeu o presente durante festa de comemoração do Dia da Criança, na quarta-feira, feita na Escola Municipal Pingo de Gente, onde estuda.
Em casa, tentou brincar, mas o carrinho não funcionou. À noite, ele pediu pra eu arrumar, mas eu estava cansado, conta o pai Sebastião Tobias Vieira, 29.
Anteontem, quando foi arrumar o brinquedo, Vieira diz que tomou um susto. Ao desparafusar a parte de baixo do carrinho, o papelote com a substância e as notas falsas caíram no chão. Ele afirma que, a princípio, teve receio de procurar a delegacia. Não sabia o que fazer. Fiquei com medo. Vai saber qual é a reação da polícia.
Vieira diz que falou com um oficial da PM que mora no bairro e cujo filho também recebeu um brinquedo na escola. A PM apreendeu o carrinho.
O carrinho seria o único brinquedo que Guilherme receberia de presente de Dia da Criança, disse o pai, que trabalha em um frigorífico e ganha cerca de R$ 500 por mês. Para compensar a perda, a madrinha da criança e colegas de sala se juntaram e deram uma lousa de brinquedo para ele.

Doação
A Prefeitura de Eldorado afirma que a doação foi feita a pedido das escolas. Os brinquedos estavam no depósito da Receita e tinham sido apreendidos na região da fronteira. A PM diz que a principal hipótese é que parte dos brinquedos tenha sido usada para traficar drogas e tenha sido apreendida por ser contrabandeada.
Para o subcomandante da Polícia Militar, Neuri Luís Roseni, há a possibilidade de mais brinquedos doados conterem drogas e dinheiro falso.
Parte da doação ainda não foi distribuída, mas a prefeitura não sabe precisar o número. Alguns desses brinquedos já foram vistoriados.

Imprimir
Comentários