O presidente da Câmara de Arcos, João Paulo ‘Marollo’, fez a devolução oficial de R$150 mil ao diretor de Finanças da Prefeitura, Jair Silva, nesta terça-feira (26).

O repasse do recurso contou com a presença dos vereadores Donizete Bernardes, Luiz Henrique, Wirlei Alves e Hugo Romano, além do comandante da 241ª Companhia de Polícia Militar, capitão Bittencourt, tenente Arantes e sargento Jonas.

De acordo com ‘Marollo’, a medida só foi possível graças à economia feita pelo Legislativo ao longo do ano. Ele se comprometeu a devolver o recurso ao Poder Executivo desde que fosse utilizado especificamente na aquisição de câmeras de monitoramento de alta tecnologia, com leitores automáticos de placas de veículos (LPR), facilitando assim o trabalho dos policiais no combate ao crime.

O prefeito Denílson Teixeira demonstrou total apoio à medida, comprometendo-se a direcionar a verba para a segurança pública do município, na compra do equipamento tecnológico.

Capitão Bittencourt destacou que este será um grande avanço na segurança pública da cidade. “A sensibilidade dos vereadores em atender à nossa demanda de ampliar e modernizar o sistema de videomonitoramento na cidade, além do compromisso do prefeito em destinar o recurso para isso, demonstra a preocupação do poder público com a segurança da população. Ficamos felizes e otimistas com a notícia. Certamente o município de Arcos será, mais uma vez, pioneiro no uso das novas tecnologias de combate ao crime”, enfatizou.

As câmeras

O Sistema ‘LPR’ é um sofisticado modelo de tecnologia para ser usado no combate à criminalidade. Trata-se de um reconhecimento automático de placas. O recurso permite a identificação da placa de um veículo no momento da sua passagem pela área de alcance da câmera. Caso o veículo seja produto de furto ou roubo e esteja cadastrado no sistema informatizado, será disparado um alarme (sinal visual ou sonoro) na tela dos operadores do sistema ‘Olho Vivo’, no quartel da Polícia Militar, fornecendo a informação e permitindo que as viaturas se desloquem para a abordagem de forma imediata e com o planejamento adequado. Haverá aí a inversão do efeito surpresa, ou seja, os ocupantes do veículo poderão ser abordados sem deter a notícia de que os policiais já sabem que eles transitam num carro ou moto produto de crime.

Decreto

Foi publicado no dia 20/11/18, o Decreto Municipal nº 4.792, que dispõe sobre a padronização do sistema e das câmeras de videomonitoramento do programa de vigilância denominado ‘OLHO VIVO’. A formalidade estipula regras para o processo de aquisição de equipamentos voltados ao monitoramento constante das vias públicas de Arcos através do sistema de vigilância, padronizando marcas e modelos de câmeras e acessórios necessários à boa fluidez do serviço de segurança pública ofertado à população pela Polícia Militar.

 

 

 

IMPRIMIR

Fonte:

Polícia Militar