Polícia Federal lançou nesta quarta-feira uma operação para desarticular um grupo de empresários suspeito de sonegar R$ 86 milhões em impostos. No esquema, estaria envolvida a rede de supermercados Araújo, de Minas Gerais, que conta com oito hipermercados e três postos de combustível no estado. Até o momento, seis pessoas foram presas e três carros foram apreendidos.
As investigações da Operação Excalibur levaram um ano. Segundo a PF, a quadrilha montou um grande esquema envolvendo ?laranjas?, empresas off-shore e falsificação de documentos para não declarar recursos à Receita Federal. O esquema envolvia empresários, advogados e contadores.
Ao todo, estão sendo cumpridos oito mandados de prisão temporária e 15 mandados de busca e apreensão, em Belo Horizonte, Contagem, Governador Valadares, Nanuque e Teixeira de Freitas, na Bahia. Os suspeitos responderão pelos crimes de sonegação fiscal, contra a ordem tributária, fraude à execução, falsidade ideológica e formação de quadrilha. As penas variam entre cinco a 15 anos de prisão e multa. (com informações de Karina Novy/TV Alterosa)

Imprimir
Comentários