Reunião para volta da Copa Sul-Minas deve acontecer nos próximos dias

Disputada de 2000 a 2002; o Cruzeiro faturou duas taças e o América, uma

Disputada de 2000 a 2002; o Cruzeiro faturou duas taças e o América, uma

Com o aval de Cruzeiro, Atlético, Grêmio e Inter-RS, o presidente do Coritiba, Rodrigo Bacellar, deve coordenar um encontro entre os dirigentes destes clubes para discutir a volta da Copa Sul-Minas.
Segundo Bacellar, Flamengo e Fluminense também almejam disputar a competição inter-regional, o que criaria uma nova versão do torneio. Catarinenses são outros que podem ingressar nas conversas. O encontro deve ocorrer nas próximas semanas.

Copa Sul-Minas
A Copa Sul-Minas foi criada em 2000 devido ao descontentamento de clubes de Minas Gerais e do Sul do Brasil com as rendas da Copa Centro-Oeste e Copa Sul, respectivamente.
Os clubes mineiros decidiram se juntar aos gaúchos, paranaenses e catarinenses para criar, através da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), uma nova competição. Cada federação escolhia seus representantes.
Após 3 edições, a Copa foi suspensa. O último torneio foi disputado em 2002. A competição só teve campeões mineiros. Enquanto o América venceu a primeira edição, o Cruzeiro faturou as taças.
Em 2002, foi fundada a Liga Sul-Minas. Sendo uma Liga de clubes, o campeonato era administrado pelos próprios clubes e não por uma federação. O sucesso dos campeonatos administrados por Ligas em todo o Brasil coincidiu com uma crise que atravessava a CBF e seu Campeonato Brasileiro. As ligas passaram a ser uma opção mais atrativa e rentável para os clubes.
A competição era financiada pela Rede Globo, que vendia os espaços publicitários ao redor dos gramados, transmitia os jogos e repassava parte do lucro aos clubes da Liga. O contrato entre a emissora e a Liga tratava dos valores em dólar. Com a subida no preço do dólar, ao final de 2002, o contrato deixava de ser interessante para a Rede Globo. Por outro lado, havia a crise no Campeonato Brasileiro, que chegou a ser realizado sob administração do Clube dos Treze, com uma nova fórmula e novos critérios de escolha dos participantes.
Neste contexto, a Rede Globo e a CBF se uniram para acabar com as Ligas e reerguer o Campeonato Brasileiro administrado pela CBF.

print
Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Reunião para volta da Copa Sul-Minas deve acontecer nos próximos dias

Disputada de 2000 a 2002; o Cruzeiro faturou duas taças e o América, uma.

Disputada de 2000 a 2002; o Cruzeiro faturou duas taças e o América, uma.

 

Com o aval de Cruzeiro, Atlético, Grêmio e Inter-RS, o presidente do Coritiba, Rodrigo Bacellar, deve coordenar um encontro entre os dirigentes destes clubes para discutir a volta da Copa Sul-Minas.

Segundo Bacellar, Flamengo e Fluminense também almejam disputar a competição inter-regional, o que criaria uma nova versão do torneio. Catarinenses são outros que podem ingressar nas conversas. O encontro deve ocorrer nas próximas semanas.

 

Copa Sul-Minas

A Copa Sul-Minas foi criada em 2000 devido ao descontentamento de clubes de Minas Gerais e do Sul do Brasil com as rendas da Copa Centro-Oeste e Copa Sul, respectivamente.

Os clubes mineiros decidiram se juntar aos gaúchos, paranaenses e catarinenses para criar, através da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), uma nova competição. Cada federação escolhia seus representantes.

Após 3 edições, a Copa foi suspensa. O último torneio foi disputado em 2002. A competição só teve campeões mineiros. Enquanto o América venceu a primeira edição, o Cruzeiro faturou as taças.

Em 2002, foi fundada a Liga Sul-Minas. Sendo uma Liga de clubes, o campeonato era administrado pelos próprios clubes e não por uma federação. O sucesso dos campeonatos administrados por Ligas em todo o Brasil coincidiu com uma crise que atravessava a CBF e seu Campeonato Brasileiro. As ligas passaram a ser uma opção mais atrativa e rentável para os clubes.

A competição era financiada pela Rede Globo, que vendia os espaços publicitários ao redor dos gramados, transmitia os jogos e repassava parte do lucro aos clubes da Liga. O contrato entre a emissora e a Liga tratava dos valores em dólar. Com a subida no preço do dólar, ao final de 2002, o contrato deixava de ser interessante para a Rede Globo. Por outro lado, havia a crise no Campeonato Brasileiro, que chegou a ser realizado sob administração do Clube dos Treze, com uma nova fórmula e novos critérios de escolha dos participantes.

Neste contexto, a Rede Globo e a CBF se uniram para acabar com as Ligas e reerguer o Campeonato Brasileiro administrado pela CBF.

Redação do Jornal Nova Imprensa O Tempo

Comentários

Sobre o autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Últimas Notícias