Após o recesso, que durou cerca de um mês e meio, na próxima segunda-feira (2), a partir das 14h, serão retomadas as reuniões ordinárias do Legislativo Formiguense.
De acordo com a secretaria da Casa, as transmissões via TV e internet ocorrerão normalmente. Quanto ao rádio, as negociações ainda estão em andamento.
A mesa diretora que estará à frente das ações do poder Legislativo, que já assumiu as funções durante a reunião extraordinária de sexta-feira passada (23), é composta por Evandro Donizete da Cunha – Piruca (presidente), Luciano Duque (vice-presidente), Manoel Messias (primeiro-secretário) e José Aparecido Monteiro – Zezinho Gaiola (segundo-secretário).
No encontro da semana passada, foi aprovado o projeto de lei 285/2015, que previa repasses de verbas para a Santa Casa. Os oito vereadores presentes foram favoráveis à proposta, Arnaldo Gontijo e Meirinha não participaram por motivo de viagem.
No plenário, estiveram presentes ainda os membros da mesa interventora da Santa Casa, o vice-provedor, Sidney Ferreira e o primeiro-secretário, Carlos Lamounier.
O valor do repasse feito pelo Estado, por meio da Prefeitura de Formiga, foi de R$3.600 milhões em 12 parcelas de R$300 mil, para o ano de 2015, para custeio das equipes de urgência e emergência que compõem a rede hospitalar, Hospital Geral de urgência nível I e nível II, da Secretaria de Estado de Minas Gerais.
Além desse valor, foi repassado ainda R$200 mil referentes aos meses de novembro e dezembro de 2014. Além do repasse ao hospital, foram aprovados também R$235,500 da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), verba repassada ao município.
Durante a aprovação do projeto, todos os vereadores se manifestaram e falaram sobre a importância do repasse ao hospital que passa por uma das maiores crises de sua história.

print
Comentários