O advogado Milton Ribeiro é o nome escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir o Ministério da Educação.

Ribeiro ocupa a vaga deixada por Carlos Alberto Decotelli, que ficou apenas cinco dias no cargo e não chegou a tomar posse. Decotelli pediu para sair após uma série de questionamentos sobre a veracidade das informações oferecidas em seu currículo.

Bolsonaro convidou o atual secretário da Educação do Paraná, Renato Feder, para o cargo, mas ele declinou do convite. A cadeira no Minstério da Educação está vaga desde a saída de Abraham Weintraub no dia 18 de junho.

Vice-Presidente do Conselho Deliberativo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Ribeiro é advogado, pastor evangélico e integrante da Igreja Presbiteriana de Santos. No ano passado, foi nomeado por Bolsonaro para integrar a Comissão de Ética Pública da Presidência.

De acordo com informações disponíveis em seu currículo, Milton Ribeiro é doutor em Educação pela USP (Universidade de São Paulo) e mestre em Direito pelo Universidade Presbiteriana Mackenzie. Também é especialista em Administração Acadêmica pelo CRUB (Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras) com estágio em Joplin, Universidade do Estado de Kansas.

Advogado inscrito na OAB/SP (Ordem dos Advogados do Brasil), o atual ministro da Educação foi vice-reitor da Universidade Presbiteriana Mackenzie. É bacharel em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul.

Matéria do R7

Imprimir
Comentários