O prefeito Moacir Ribeiro e o provedor da Santa Casa de Caridade, Rui Sobreira se reuniram nesta segunda-feira (19), no Gabinete, para discutirem a situação do hospital e com isso buscar soluções para manter a assistência prestada pela instituição.
Apesar dos problemas financeiros enfrentados pela Prefeitura, há uma preocupação em viabilizar a entrada de recursos suficientes para que a Santa Casa não feche as portas.

De acordo com nota distribuída à imprensa, pela Santa Casa, parte dos recursos vinculados já está em poder da Prefeitura, dependendo apenas da sua inserção em orçamento, para que possa ser repassada à instituição.

Nesta terça-feira (20), o prefeito enviou um projeto de lei à Câmara Municipal, autorizando o repasse de mais R$ 200 mil à Santa Casa e solicitando reunião extraordinária, em caráter de urgência, para aprovação do repasse.

Durante o encontro na Prefeitura, ficou decidido também que o Executivo pagará, até a próxima segunda-feira (26), duas parcelas em atraso e referentes a um dos convênios em vigor. Cada uma no valor de R$ 108,9 mil. Esse convênio se refere a serviços de ginecologia e obstetrícia. No total, os recursos que deverão ser repassados imediatamente, somam R$ 417,8 mil.

print
Comentários