Pela segunda semana consecutiva, a secretária de Saúde, Maria Inês Macedo rejeitou o convite de comparecer à reunião do Legislativo para prestar esclarecimentos sobre a atual situação do Pronto Atendimento Municipal (PAM) e dos demais problemas da pasta.
Enquanto explicações não são dadas, novas denúncias surgem. Questões que colocam em risco a saúde e a dignidade dos moradores da cidade, que recorrem ao serviço público de saúde.
Para quem tem tentado agendar viagens no setor de transporte da secretaria para atendimento em outras cidades (fora de domicílio), a informação é de que, atualmente, seis veículos estão estragados e que o transporte está sendo feito por uma van.
Na sexta-feira (31), a viagem foi cancelada sem prévio aviso. A saída de Formiga estava marcada para as 4h e muitos já estavam se dirigindo para o Terminal Rodoviário, quando receberam mensagem avisando sobre a quebra da van. Situação que já se repetiu dezenas de vezes apenas esse ano. Com o cancelamento da viagem, pessoas perderam consultas agendadas há meses, deixaram de fazer cirurgias e atrasaram seus tratamentos.
?Minha mãe foi uma das pessoas que ficou. Mas o problema não é só o cancelamento, o transporte também é inadequado. Ela faz tratamento em Belo Horizonte, em casa fica só na cama e precisa da cadeira de rodas para viajar e na van ela fica insegura e mal acomodada. Quando fui marcar o retorno dela, agendaram para o dia 28 de novembro. Questionei se já seria no carro menor (veículo de passeio), e disseram que não?, disse Selma da Silva Ramos, que reclama ainda da sujeira da van utilizada para o transporte.
Para casos mais graves em que o paciente está mais debilitado, como é o caso da mãe de Selma, a alternativa seria o uso da ambulância, mas a filha da idosa garante que essa é a pior escolha. ?Fui duas vezes de ambulância com a minha mãe para não ir nunca mais. O veículo está sem freio de mão e em péssimas condições?, completou.
Em contato com a administração, as denúncias foram confirmadas. Sobre o cancelamento da viagem na sexta-feira, a Prefeitura disse em nota que O veículo que transportaria a paciente em questão apresentou problemas na noite de quinta para sexta-feira. Para garantir a segurança dos pacientes, o setor ligou para cada um informando que a viagem seria reagendada. Aqueles que não atenderam receberam uma mensagem de texto?. Sobre o defeito nos veículos, foi informado que não se trata de seis, mas de cinco e que ?todos já estão sendo consertados. Trata-se de veículos usados diariamente e constantemente, o que naturalmente gera desgastes nesses automóveis?. Na nota, a Prefeitura não estabelece um prazo para os consertos.
A administração se posicionou ainda sobre as reclamações à respeito sujeira da van que faz o transporte de pacientes e que a mesma não está sendo lavada por causa dos problemas de abastecimento da cidade, mas que diariamente os veículos estão sendo esterilizados com álcool.
Reunião na quinta-feira
Após a recusa de comparecer às reuniões do Legislativo, a secretária de Saúde convidou os vereadores para uma reunião na sede da secretaria na próxima quinta-feira (6). O encontro está marcado para às 14h e não foi confirmada a presença dos vereadores e a liberação para a cobertura da imprensa.

print
Comentários