A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação, criou no ano passado a sua própria equipe de manutenção de equipamentos da Rede Municipal de Ensino. São profissionais que prestam serviços de serralheria, marcenaria, pintura, eletricista e pedreiro. A iniciativa deu resultado e gerou, em 2017, uma economia de aproximadamente R$ 80 mil para o município.

A Rede Municipal de Ensino conta, atualmente, com 28 estabelecimentos, entre eles escolas, creches, UAB, Emmel, Uaitec e a própria sede da Secretaria de Educação. Nesses espaços públicos, circulam milhares de estudantes, servidores e pais de alunos. Isso demanda uma manutenção constante e permanente.

Segundo o secretário de Educação, Cid Corrêa, antes, a pasta dependia totalmente da disponibilidade da Secretaria de Obras ou da terceirização dos serviços. “Anualmente, era repassada à direção de cada escola uma verba, denominada PMME [Programa Municipal de Manutenção Escolar], para os serviços de manutenção das escolas. No entanto, os recursos eram insuficientes para atender às necessidades dos estabelecimentos. Quando assumi a secretaria, encontrei essa demanda de serviços de manutenção que dependiam de outros setores da Prefeitura. Como a escola não pode parar, criamos a nossa própria equipe de manutenção, que atende a todos da rede e é eficiente e ágil nos trabalhos. O resultado foi melhor do que esperávamos. Estamos fazendo os reparos dos equipamentos e, ao mesmo tempo, economizando os recursos públicos, que são revertidos para a melhoria da educação de nossos alunos”, explicou.

 

(Fotos: divulgação Decom)

 

Fonte: Decom/Formiga ||

Imprimir

Comentários