A Secretaria Municipal de Saúde preparou uma série de dicas referentes à meningite viral após a confirmação do primeiro caso da doença em Formiga neste ano, divulgada nessa terça-feira (8), pelo Últimas Notícias. Esta ocorrência é diferente das outras duas registradas e confirmadas no primeiro semestre de 2019, que foram do tipo bacteriana (forma da doença que exige isolamento e tratamento profilático).

A coordenadora do setor de epidemiologia, da Secretaria Municipal de Saúde, Ana Dalva Costa, alerta que a forma viral da doença tem evolução rápida e benigna e que não traz complicações. Ela garante, ainda, que existem vários tipos mais graves da doença, como a forma bacteriana. “Não é necessário criar alarde. A precaução é simples”, comentou.

Limpeza e higiene são fatores primordiais para a prevenção da doença. Manter as mãos sempre bem limpas e tomar cuidado com a higienização dos alimentos são dicas simples, mas muito eficazes. Aos estabelecimentos do ramo alimentício é recomendado o uso de solução clorada em equipamentos, utensílios e no ambiente. O preparo da solução é simples: uma colher de sopa de água sanitária (com 2% de cloro) para um litro de água limpa.

Meningite viral

A meningite viral é uma infecção virótica caracteriza por febre, dor de cabeça, vômitos e rigidez na região da nuca.

A transmissão da doença se dá por vias orais e respiratórias e os sintomas surgem entre sete e 14 dias após a exposição ao vírus. Ao observar a presença dos sintomas, um médico deve ser consultado.

Imprimir