O secretário municipal de Administração e Recursos Humanos, Sudário José Macedo, enviou uma circular a todas as secretarias com os seguintes dizeres: ?Comunicamos que não será efetuado o pagamento do adiantamento salarial dos servidores referente ao mês de janeiro/2010, devido a não aprovação por parte do Poder Legislativo do Projeto de Lei que trata da reforma Administrativa, que se encontra vinculada ao Plano Orçamentário do exercício 2010. Alertamos também para um possível atraso no depósito do vale alimentação.
Esse comunicado aos servidores foi para ser afixado em local de acesso a todos em cada secretaria municipal. De acordo com seção da Folha de Pagamento, o valor total aproximado relativo ao adiantamento (pago no dia 12 de cada mês) é de R$ 115 mil e o do vale alimentação (pago dia 20) é de R$ 329 mil.
Ainda durante a coletiva com a imprensa na tarde desta quinta-feira (7), foram muitos os pedidos para que os vereadores aprovem urgentemente a nova estrutura administrativa. Uma funcionária do setor de Recursos Humanos fez um apelo em nome dos servidores, pois é a secretaria que está mais em contato com os servidores públicos e que vê as pessoas se lamentando principalmente do adiantamento não ser pago este mês, além de pessoas que vivem quase do vale alimentação para sustentar a família. ?Que os vereadores pensem um pouco nisso, porque eles [servidores] têm famílias, se possível, antecipem a reunião [extraordinária]? , pediu a funcionária.
A responsável pela elaboração da reforma administrativa da Prefeitura, Emília Chaves, também desabafou: ?Tenho a impressão que os projetos não são lidos? , isso porque, segundo a servidora alguns projetos já aprovados pelos vereadores, como a Lei Orçamentária Anual (LOA), a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), o Plano Plurianual (PPA), o Plano de Metas e o Plano Diretor, já previam os cargos da nova estrutura administrativa. ?Minha impressão é que os projetos não são analisados como deveriam, porque estão todos amarrados. Como você aprova três instrumentos e não aprova o principal [a estrutura administrativa]?? , questiona.
Emília Chaves ainda explicou que não tem como relacionar a estrutura ao Plano de Carreira e não tem como aprovar o plano se não tiver a estrutura. ?Eu não sei se os vereadores lêem o que precisam ler? , finalizou.

print
Comentários