Em visita ao Brasil nesta semana, o secretário-geral da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Jerome Valcke, disse que está na hora do país assinar rapidamente a Lei Geral da Copa para que as entidades envolvidas possam focar em outras frentes para a realização do evento. Em visita técnica às sedes, Valcke disse que o país tem feito muitas exigências e descumprido prazos. ?Talvez seja porque vocês ganharam cinco vezes a Copa, e pensam que podem pedir, pedir e pedir. Na vida, é preciso pedir para ser atendido, é um princípio, só que agora está na hora de assinar a Lei?, cobrou.
Valcke também comentou sobre os diversos boatos sobre a faixa de preços de ingressos e a cota para os ?populares?. ?Já ouvi coisas completamente malucas sobre os ingressos. Acho que há, para ser educado, um mal-entendido. Vamos preparar um documento que vai explicar claramente todos os grupos e categorias de ingressos?, informou.
Indagado sobre o inusitado fato de o Brasil jogar no estádio Maracanã apenas caso chegue à final, Valcke disse que não se atentou para o fato na montagem estrutural da tabela. ?Para ser sincero, essa questão eu esqueci, simplesmente. Estava no documento, e é verdade que o Brasil só vai jogar no Rio se chegar à final. Eu poderia fazer uma piada e dizer que é uma motivação muito forte para que o Brasil chegue ao Rio, mas admito que pode ser uma preocupação que o Maracanã não receba o Brasil antes da final. Por enquanto, não entramos nessa discussão sobre a final?, reconheceu.
Ele e mais 10
Um dos principais destaques da equipe na reta final do Brasileirão, o volante Leandro Guerreiro já teve sua titularidade confirmada pelo treinador Vagner Mancini no novo meio campo do Cruzeiro. Nos últimos três anos, a trinca de volantes era formada basicamente por Fabrício, Henrique e Marquinhos Paraná, todos já desligados do clube. ?Vou trabalhar bastante, a gente espera fazer bons jogos, sabe que ninguém tem cadeira cativa, principalmente nesse meio de campo disputado como está o do Cruzeiro, onde tem várias possibilidades de montagem de meio campo, principalmente jogadores chegando na minha posição também. Então é dia a dia, jogo a jogo, a gente sabe que tem que matar um leão por jogo, trabalhar sério, se dedicando para se manter como titular, estou feliz de já começar como titular e espero me manter o ano todo sempre fazendo bons jogos?, comentou o jogador.
Recuperando o tempo perdido
Titular da equipe no ano passado, o zagueiro Leonardo Silva ainda não iniciou a pré-temporada no Atlético devido a uma contusão. Agora, com a chegada de Rafael Marques, o defensor sabe que terá que correr dobrado para se manter como titular da zaga ao lado de Réver. ?A gente perde um pouco de ritmo, mais na parte de grupo. Mas, de certa maneira, não influencia muito. Estou ganhando também no departamento médico. Conforme vai passando as semanas, vou evoluindo o tratamento, fazendo parte física, musculação. Isso ajuda para voltar num ritmo próximo ao deles. Minhas férias foram maravilhosas, de muito trabalho. Foi muito proveitosa. Desde o dia 5 de dezembro tratando. Meu filho nasceu também e pude ficar com ele?, disse.

print
Comentários