Buscar parcerias para a recuperação do ginásio Mineirinho foi o ponto de partida da viagem, para Brasília, realizada pelo secretário de Estado de Esportes, Arnaldo Gontijo, nessa quarta-feira (20).

A agenda foi iniciada com o secretário Nacional de Alto Rendimento do Ministério dos Esportes, Rogério Sampaio, que é ex-judoca e medalhista olímpico. “Busco parceria para viabilizar um convênio de R$ 10 milhões. Esse é um plano inicial, há muito para ser feito pelo ginásio inaugurado em 1980 com apenas 30% do seu projeto concluído”, comentou o secretário.

Segundo Arnaldo Gontijo, o Mineirinho nunca passou por uma grande revitalização. “Estamos falando de um mobiliário público vocacionado ao esporte especializado, estrategicamente localizado, mas, que ainda precisa de muita intervenção para atingir todo o seu potencial”, completa.

Para motivar o uso do ginásio e, com ele, apoiar o esporte especializado, a Secretaria de Estado de Esportes (SEESP-MG) vem regularizando o trabalho de federações esportivas em salas do Mineirinho e ainda, cede o local sem custos para a realização treinos e competições de diversos realizadores. Só neste mês, por exemplo, o espaço irá abrigar três grandes agendas de luta, entre elas, o Campeonato Mineiro Dangai da Federação Mineira de Judô, a semifinal do Campeonato Mineiro de Jiu-Jitsu e o Jungle Fight, maior evento de MixedMartialArts (MMA) da América Latina e porta de entrada para títulos do UFC (selo internacional da categoria).

Paralelamente, o ginásio também é fonte de arrecadação para o Tesouro Estadual por meio da exploração do estacionamento, realização de feira de artesanato e locação para shows e outras programações que renderam aos cofres estaduais aproximadamente R$4,5 milhões de 2015 até o fim do primeiro semestre deste ano.

Com experiência na área empresarial, Arnaldo defende uma gestão pública criativa e aberta ao diálogo. “Não podemos ficar paralisados com as dificuldades. Precisamos buscar soluções, fazer parcerias e movimentar a secretaria para intensificar o acesso da população à prática de atividade física e garantir suporte aos atletas e técnicos do alto rendimento. Esporte não é apenas lazer, é gerador de receita com os eventos, é remédio para a longevidade, é alternativa para a vulnerabilidade social”, defende o secretário estadual.

Acompanhado da chefe de gabinete da SEESP, Mércia Gonçalves, o secretário também foi recebido pela coordenadora-geral de Gestão da Lei de Incentivo ao Esporte, Michelle Bernardes. Na ocasião, a SEESP tratou do projeto Melhor Geração, protocolado junto ao mecanismo de incentivo federal para implantar, em Minas Gerais, 200 núcleos de referência esportiva, devidamente equipados e com orientação profissional, voltados para atividade física e conivência social de adultos e idosos. A iniciativa, que está em diligência no comitê deliberativo federal, está orçada em R$ 10.719.145,78. O secretário do órgão mineiro ressalta que, se por um lado sempre lembra aos prefeitos da importância de se aderir à Lei de Incentivo Estadual, também deve seguir sua fala e pleitear o recurso federal.

O último tema tratado no Ministério foi a operação do projeto Segundo Tempo, por meio do qual a SEESP irá atender 1500 jovens com a implantação de 15 núcleos de esporte educacional em Minas Gerais.

SEESP também no Legislativo

A agenda da SEESP, em Brasília, seguiu cheia no período da tarde com compromissos na Câmara dos Deputados. Gontijo foi recebido pelo deputado federal, Eros Biondini. Antecessor de Arnaldo na secretaria (2012-2013), Biondini conhece bem a realidade do esporte em Minas Gerais e se comprometeu em avaliar o aporte de recursos de emendas na SEESP e, assim, atender pleitos dos municípios mineiros.

Imprimir

Comentários