O secretário de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, criticou nesta terça-feira (6) as faltas de um discurso homogêneo e de uma coordenação de combate à pandemia pelo governo federal. Segundo informações do portal Itatiaia, ele afirmou que essa postura atrapalhou o isolamento social no país.

“Sem dúvida nenhuma, o discurso do governo federal em relação a não coordenar a pandemia, a não ter um discurso homogêneo, afetou todo o país em relação ao isolamento. De um ano para cá, nosso isolamento é a metade: beirava 30% há alguns dias, antes da Onda Roxa, e há um ano era de cerca de 65%. É muito importante essa coordenação, essa fala única”, avaliou o secretário.

Baccheretti também falou sobre a mudança de discurso do Governo de Minas, com a criação da Onda Roxa — a de maior restrição de atividades — e a imposição dela para todo o estado. “Tem vários motivos para isso. Entre eles o fato de que os indicadores da pandemia nunca foram tão críticos”, disse.

“Mas, certamente, com a minha vivência no hospital, sabendo da saturação que se ocorre, da velocidade com que se ocorre, eu mostrei ao governador qual era o cenário a curto prazo e ele, com a sensibilidade que tem, viu que era o melhor caminho a Onda Roxa”, completou.

Fonte: itatiaia

print
Comentários