Após citar um ministro nazista em pronunciamento ao anunciar uma série de prêmios artísticos do Governo Federal, o secretário Nacional de Cultura, Roberto Alvim, será exonerado. Alvim chegou a dizer que a referência fascista em seu discurso foi uma “coincidência retórica”.

De acordo com o jornal Estado de Minas, a decisão de demiti-lo teria vindo após um posicionamento da cúpula militar do governo, que pediu que o presidente Jair Bolsonaro agisse rápido, antes que a crise causada pelo pronunciamento fascista para anunciar planos de governo ficasse fora de controle.

que solicitou uma ação rápida da presidência antes que a crise causada pelo pronunciamento fascista ficasse fora de controle.

Artistas, políticos e entidades da sociedade civil criticaram nesta sexta-feira (17) o discurso de Roberto Alvim.

Imprimir

Fonte:

Estado de Minas