Nesta segunda-feira (7) foi inaugurada a primeira sala de amamentação do edifício-sede do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) em Belo Horizonte e também a única no Estado. Trata-se de um espaço para dar privacidade às mulheres e crianças no momento da amamentação. 

O desembargador Nelson Missias de Morais, presidente do órgão, disse que a inauguração da sala de amamentação representa mais uma iniciativa de sua gestão voltada para dar mais tranquilidade e acolhimento a todos no ambiente de trabalho. 

A servidora da Coordenação de Controle e Concessões na 1ª Instância, Sibele de Souza Araújo, foi a primeira mãe a utilizar a sala. Ela comemorou a importância do ambiente inaugurado e disse que a amamentação irá ocorrer da forma mais natural possível.    

O juiz convocado Octávio de Almeida Neves parabenizou a iniciativa de ouvir o pedido das mães e tornar realidade o direito delas “de poderem amamentar seus filhos em ambiente salubre, com a dignidade que a lactante merece, sem ter de se valer de banheiros, de cantos de corredores, de porta de rua como lhe era imposto. Minhas homenagens pelo pioneirismo”, disse.  

A sala de amamentação, que fica no 1° andar do prédio, poderá ser usada por servidoras e por profissionais que frequentam o Tribunal. O pedido para acesso à sala deve ser feito às recepcionistas no térreo.

Essa é a primeira sala dedicada à amamentação em um prédio do TJMG. A sala é decorada, climatizada e possui iluminação apropriada para o momento da amamentação. O local tem ainda trocador, armários, sofás e uma mesa central com telefone.

O presidente Nelson Missias, servidora Sibele de Souza e desembargador Octavio Augusto De Nigris Boccalini inauguram sala de amamentação (foto: Erica Bezerra/TJMG)

 

Imprimir

Fonte:

Hoje em Dia