O planejamento integrado de Segurança Pública e ttrânsito que será utilizado por nove instituições no próximo domingo (10/11), dia de clássico entre Atlético e Cruzeiro, no Mineirão, foi apresentado nesta sexta-feira (8/11), durante reunião final de alinhamento entre Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Rodoviária Federal, Cemig, Guarda Civil de BH, Guarda Civil de Contagem e Prefeitura de Belo Horizonte.

A data recebe atenção especial das forças de segurança por acumular, além do clássico, a segunda etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontece em todo o estado.

Uma megaoperação está sendo montada e terá como QG o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) da Sejusp, que passa a operar em regime de plantão a partir das 7h da manhã do domingo.  Do local, 1,3 mil câmeras de pontos estratégicos, que incluem o entorno do Mineirão, estarão sendo avaliadas por profissionais de 22 diferentes instituições. Como QG, o Centro Integrado também reúne a tomada de decisões rápidas e inteligentes para evitar ou reprimir possíveis incidentes relacionados ao jogo.

No Centro Integrado de Comando e Controle todas as instituições de segurança têm assento para tomada de decisões rápidas e inteligentes. Funciona como um posto de comando, com uso de softwares de última geração, tecnologia de ponta e possibilidade de observação em tempo real das imagens captadas pelas câmeras”, ressalta o superintendente de Integração e Planejamento Operacional da secretaria de segurança, Leandro Almeida. Além disso, o sistema de reconhecimento facial – uma novidade utilizada durante a Copa América – e a utilização da carreta do CICC Móvel também se somarão às demais ações para a garantia da segurança da população.

O diretor de Apoio Operacional da Polícia Militar, cel. Alexandre Magno de Oliveira, ressaltou que, para o clássico, 1,2 mil policiais militares da atividade meio e das unidades especializadas, como batalhão de Choque e Cavalaria, atuarão na capital e no entorno do Mineirão para garantir a segurança dos transeuntes. Outras 990 viaturas e 2,2 mil policiais militares trabalharão exclusivamente na escolta e na aplicação de provas no Enem em todo o estado.

Um mapeamento de Inteligência desenvolvido pela Polícia Civil buscará identificar as pessoas com histórico de ocorrências dentro e fora do estádio, em especial àquelas relativas a brigas entre torcidas. Segundo o coordenador de Operações da Polícia Civil, Aloísio Fagundes, “este monitoramento é parte de um projeto realizado em parceria com o Tribunal de Justiça e demais forças de Segurança para tentar identificar grupos e pessoas envolvidas em ações criminais, agindo de forma preventiva para tentar evitar confrontos”. A Delegacia de Eventos funcionará com efetivo de 12 pessoas para receber qualquer ocorrência dentro do Mineirão ou no seu entorno, com o serviço de perícia criminal.

Trânsito

Já a PRF reforçará a fiscalização das vias de entrada na capital, para inibir comportamentos ao volante inadequados para torcedores que chegam de outras cidades e realizará ações com bafômetros.

Para atender as altas demandas de mobilidade urbana, a BHTrans contará com um efetivo de 170 agentes e 60 viaturas nas ruas e todas as ações de transporte e trânsito serão monitoradas pelo Centro de Operações da Prefeitura. O gerente da central, Wesley Rodrigues, explicou que o efetivo empenhado para o próximo fim de semana está focado no fluxo de transeuntes e veículos no entorno do Mineirão. “A operação que é realizada para o clássico começa no dia anterior, a fim de sinalizar os locais de proibição de estacionamento, cujo objetivo é garantir maior mobilidade no entorno do estádio, evitando congestionamentos e garantindo que o torcedor consiga chegar ao Mineirão dentro do horário previsto”.

Imprimir