O sábado (29) na capital mineira se tornou especial com a presença da Seleção Brasileira. Apesar do pouco assédio aos jogadores na porta do hotel em que se hospedam, a energia para o duelo da próxima terça-feira (2), contra a Argentina, já contagia os espaços públicos. Nos bares, o assunto não pode faltar; nas praças e ruas, ambulantes já começam a vender os produtos que remetem ao maior clássico de seleções da América do Sul.

A primeira atividade comandada por Tite em terras mineiras aconteceu na parte da tarde, na Cidade do Galo, Centro de Treinamentos do Atlético, que há alguns dias foi utilizado pelos hermanos, antes do confronto com o Paraguai.

Motivados pós despacharem o Paraguai, na disputa por pênaltis, os atletas do time canarinho chegaram à Vespasiano por volta das 15h20 e a imprensa pôde acompanhar toda a atividade, ao contrário dos 20 primeiros combinados anteriormente.

Para encarar os argentinos, Tite tem apenas duas dúvidas: o lateral-esquerdo Filipe Luís, com dores musculares, e o volante Fernandinho, com entorse no joelho, fizeram exames em BH na manhã deste sábado e a presença entre os relacionados ainda não é garantida. Ambos estiveram na Cidade do Galo, mas não participaram da atividade no Campo 1.

Já o atacante Richarlison, com caxumba, nem desembarcou na cidade em que apareceu para o mundo, defendendo o América.

Brasil e Argentina se enfrentam na terça-feira, às 21h30, no Gigante da Pampulha. Quem vencer, avançará à grande final da Copa América. A atividade deste domingo (30), também no CT do Atlético, será fechada e sem a presença de convidados e imprensa.

 

Fonte: Hoje em Dia||

Imprimir

Comentários