Por Chico Maia

Nenhum clima de euforia pela estreia da Seleção Brasileira na Copa feminina da França. Muito pelo contrário: o time perdeu os nove últimos amistosos preparatórios e não fez nenhum amistoso desde a última derrota, em oito de maio para a Escócia. Para complicar mais ainda, o técnico Vadão não poderá contar com Marta, a melhor jogadora do time e do mundo, nesta primeira partida contra a Jamaica, às 10h30, horário brasileiro. Um problema muscular na coxa esquerda pode comprometer a qualidade do futebol dela neste mundial.

Esta é a oitava Copa feminina, e o Brasil participou de todas até agora. A melhor campanha foi na quinta edição, em 2007, disputada na China, quando Marta e cia. ficaram com a taça de vice. Até então a melhor colocação tinha sido o terceiro lugar, em 1999, nos Estados Unidos. Na primeira Copa, em 1991 (na China) e na segunda (na Suécia), a seleção brasileira não passou da primeira fase. Em 2003 (novamente nos Estados Unidos) e em 2011 (na Alemanha), foi eliminada nas quartas de final. Em 2015, no Canadá, foi eliminada nas oitavas.

Ontem uma das principais favoritas ao título, a Alemanha, estreou vencendo a China por 1 a 0. A Espanha fez 3 a 1 na África do Sul e a Noruega venceu a Nigéria, 3 a 0.

Às 13h de hoje tem Inglaterra x Escócia.

Imprimir

Comentários