Enquanto no Brasil os epidemologistas pedem lockdown de 30 dias para conter o avanço a nova cepa do coronavírus e controlar a superlotação dos hospitais, a Austrália já vive a volta dos megaeventos com milhares de pessoas em arquibancadas.

Na quinta-feira (25), 51.723 pessoas foram ao mítico estádio Melbourne Cricket Ground para acompanhar uma partida de futebol australiano entre Carlton Blues e Collingwood Magpies.

No perfil oficial do estádio, os australianos comemoraram o público. “A maior público registrado no hemisfério sul desde que o Covid começou”, diz a publicação.

A multidão em um estádio não é frusto de uma atitudade negacionista. Ela aconteceu dois dias depois do Estado de Victoria, na Austrália, se declarar livre da Covid-19.

Com este anúncio, o Estado de Victoria autorizou a realização do jogo de futebol australiano com 70% da capacidade do estádio. Antes de decretar que estava livre do Covid, a região libera público de 50% da capacidade do local.

Shows de música

Em Melbourne, outro Estado australiano, shows musicais já estão liberados. A famosa banda Midnight Oil tocou para 13 mil pessoas no domingo passado. E houve um festival reunindo quase 10 mil pessoas com participação de Kylie Minogue e Ed Sheeran na quarta-feira (24).

No entanto, em Estados do Sul da Austrália as restrições são mais severas. Lá, reuniões podem acontecer com, no máximo, 200 pessoas. Na semana de Páscoa, porém, haverá relaxamento nestas medidas.

Os números na Austrália

Desde o ano passado, a Austrália registrou um pouco mais de 29 mil casos de Covid-19 e 909 mortes. A última morte por Covid no maior país da Oceania aconteceu em dezembro de 2020.

Fonte: O Tempo Online

Imprimir
Comentários