Os servidores administrativos da Penitenciária Regional de Formiga protestaram em frente ao complexo prisional, na manhã desta quarta-feira (25). Eles se mobilizaram contra o Projeto de Lei 3503/16, que visa as divisões das carreiras. Os servidores administrativos incluem os assistentes sociais, dentistas, psicólogos, enfermeiros, assistentes jurídicos, funcionários de Recursos Humanos e almoxarifado.

A manifestação está ligada a reestruturação proposta pelo Governo do Estado que visa a divisão da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) em Secretaria de Estado de Segurança (Sesp) e da Secretaria de Administração Prisional (Seap), e ainda a reestruturação do sistema socioeducativo que passará a compor a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese).

Desde o início do mês, várias unidades prisionais e socioeducativas do Estado estão se mobilizando contra a reforma administrativa proposta pelo governo. Representantes da unidade de Formiga e Divinópolis estiveram em reunião com o governo na Assembleia Administrativa em Belo Horizonte, na quinta-feira passada (19) e, até então, não houve acordo.

O diretor geral da Penitenciária de Formiga, Sérgio Evaristo reconhece o direito legítimo dos servidores de se manifestarem e lutarem pelos direitos da categoria.

(Foto Divulgação)

Os Agentes de Segurança Penitenciário também não concordam com a reforma administrativa (Projeto de Lei 3.503/2016) do Governo de Minas, pois, representa um retrocesso nas conquistas da categoria e no sistema de segurança pública como um todo.

print

Comentários