Líder com sobras e melhor equipe em praticamente todos os quesitos do Brasileirão, o Atlético não anda tendo vida fácil no campeonato. Após dois empates seguidos contra Cruzeiro e Ponte Preta, o Galo viu sua liderança ser ameaçada pelo Fluminense (um ponto atrás) e vê o Grêmio de Vanderlei Luxemburgo começar a gostar da briga pelo título (quatro pontos a menos). A equipe de Cuca terá o compromisso mais difícil do final de semana, quando enfrentará o Corinthians, no Pacaembu, domingo (16h). O Fluminense, por exemplo, também joga fora de casa, mas pega o lanterna Figueirense e ameaça a liderança atleticana. Com uma média de pontuação espetacular, o Galo conquistou apenas metade dos últimos 12 pontos disputados.
Aprendizado
A recente perda de pontos fez com que os jogadores do Galo ficassem em alerta. Para o lateral-esquerdo Junior César, a equipe precisa ser aguerrida nesta fase final de competição. ?Tentamos de todas as formas, mas fomos castigados pelo segundo gol da Ponte Preta. Agora é ter hombridade, porque o segundo turno está começando agora?. Já o zagueiro Leonardo Silva acredita que o fato de o Atlético estar liderando a competição há algumas rodadas faz com que o time seja visado pelos adversários, que acabam resolvendo jogar no contra-ataque. ?A gente já está visado há 13 rodadas. É normal porque as equipes vêm jogar fechadas. Temos que saber lidar com isso?.
Lamento
O técnico Cuca foi um dos que mais se chateou com o empate diante da Ponte Preta, jogando em casa. Para o treinador, a equipe precisa saber aceitar os tropeços. ?Infelizmente não era um dia para se ganhar. Tem que saber administrar um mau resultado. O campeonato é assim mesmo. É um tipo de jogo que fica perigoso até o final. Uma bola em perigo resulta em gol e foi o que aconteceu?, disse, se referindo ao segundo gol do time de Campinas.
Pegando o elevador
Após duas boas partidas em sequência, o Cruzeiro somou quatro pontos atuando contra os Atléticos mineiro e goianiense, o que fez a equipe subir para o 6º lugar na tabela, encurtando a distância para o G4 em 4 pontos. Para o meia Montillo, a equipe celeste precisa manter a postura adotada nas duas últimas partidas. ?É sempre bom somar pontos. A gente falou depois do clássico com o Atlético que tínhamos de ir a Goiânia para buscar os três pontos. Acho que o time jogou bem, foi melhor que o Atlético-GO. E foi bom que os outros resultados nos ajudaram. O Atlético não ganhou, o Vasco perdeu, o Fluminense perdeu pontos. A gente sabe que tem de continuar ganhando e esperando tropeços de quem está à frente. Agora temos dois jogos em casa, tomara que consigamos somar os seis pontos?, observou o camisa 10, vislumbrando os jogos contra Náutico (domingo, 18h30) e Botafogo (quarta que vem) que a equipe fará no Independência.

Imprimir
Comentários