A vitória de sábado (9) por 2 a 0 sobre o Tupynambás deixou o América colado no líder Atlético e vivo na briga pelo topo da tabela do Campeonato Mineiro. No próximo domingo (17), inclusive, as duas equipes estarão frente a frente e brigarão pela vitória em duelo marcado para às 16h no Mineirão.

Com 21 pontos conquistados, um a menos que o alvinegro, o Coelho tem campanha parecida com a do rival até a nona rodada. No quesito gols marcados, são 19 do Atlético contra 18 do time comandado pelo técnico Givanildo Oliveira; nos gols sofridos, três contra quatro.

No ano passado, as duas equipes se enfrentaram nas semifinais da competição mais importante do Estado. No primeiro jogo, vitória atleticana por 1 a 0; no segundo, novo triunfo do adversário do próximo domingo, desta vez, por 2 a 0.

Caso seja derrotado na décima rodada, o Coelho não terá mais chances de assumir a liderança. Contudo, se empatar ou vencer, o alviverde terá a última oportunidade de alcançar o feito em casa. Na quarta-feira após o clássico, Leal e companhia entrarão em campo para enfrentar o Guarani, de Divinópolis, no Independência.

Atlético

O jogo foi muito truncado, com poucas chances reais de gols, mas no fim, o Galo conseguiu os três pontos (Foto: Lance!)

Mesmo com o reforço de três jogadores da equipe principal, Chará, Zé Welisson e Adilson, o Atlético não conseguiu fazer um bom jogo diante do Patrocinense, no sábado em Patrocínio, pela 9ª rodada do Campeonato Mineiro, mas conseguiu vencer por 1 a 0, gol de Alerrandro, aos 46 minutos do segundo tempo.

A principal falha da equipe alvinegra foi a falta de força ofensiva. O time alvinegro chegou aos 22 pontos e manteve a liderança do Estadual, abrindo distância de América e Cruzeiro.

O Patrocinense também teve os seus méritos, tendo uma boa chance com Felipe Alves saindo na cara de Claiton, mas desperdiçando. O time do interior conseguiu fazer boa marcação nas principais jogadas do Galo, pelos lados com Chará, que fez um jogo bem ruim, e Guga, que era a válvula de escape atleticana pelo lado direito, dando, inclusive, mais uma assistência para Alerrandro.

Com um primeiro tempo muito fraco, as duas equipes tentaram um melhor futebol na etapa final e o Atlético conseguiu se impor tecnicamente e fisicamente.

O Atlético volta suas atenções para a Libertadores. O time viajou nesse domingo (10), para Montevidéu, capital do Uruguai, onde enfrenta o tricampeão da América, Nacional pela segunda rodada do Grupo E da Copa Libertadores.

Na 10ª rodada, penúltima da primeira fase do Mineiro, o time alvinegro fará o clássico contra o América, domingo (17) às 16h, no Mineirão, jogo que pode decidir a primeira posição da tabela. Já o Patrocinense, joga no sábado (16), às 17h, diante do Boa Esporte, podendo garantir sua vaga nas quartas de final do Estadual.

Cruzeiro

Cruzeiro completou 200 jogos no novo Mineirão contra o Tombense (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)

O Cruzeiro completou 200 jogos no novo Mineirão na vitória sobre o Tombense por 2 a 0 nesse  domingo (10), pela nona rodada do Campeonato Mineiro. Desde a reinauguração do estádio, em fevereiro de 2013, a equipe celeste obteve aproveitamento geral de 70,5%, com 126 vitórias, 45 empates e 29 derrotas. Foram 357 gols marcados e 154 sofridos. O uruguaio Arrascaeta é o maior artilheiro, com 30 gols. Em seguida vêm Willian (27), Ricardo Goulart (22), Thiago Neves (21) e Dagoberto (17).

Curiosamente, o Cruzeiro foi bem no Mineirão quando conquistou títulos importantes. O time campeão brasileiro em 2013 ganhou 23 dos 26 jogos em casa na temporada, totalizando 89,74% de aproveitamento. Em 2014, ano do segundo troféu consecutivo da Série A, o índice caiu um pouco, mas ainda assim ficou alto: 81,37%.

Em 2017, que marcou o penta da Copa do Brasil, a Raposa contabilizou 70,17% dos pontos. Já em 2018, época do hexa do torneio de mata-mata, o rendimento no Gigante da Pampulha fechou em 66,6%

Campanha contra o machismo nos estádios

Nesse domingo o Mineirão deu o pontapé inicial para a campanha #Repense, que visa combater o histórico preconceito que as mulheres sofrem nos estádios de futebol.

Foto: Divulgação/Mineirão

A direção do Gigante da Pampulha espalhou placas no entorno do gramado com mensagens de cunho masculino que as mulheres costumam ouvir no campo de futebol.

A campanha #Repense tem sido bastante divulgada na página oficial do Mineirão no Twitter.

Confira algumas das frases machistas espalhadas pelo Mineirão:

“Aquele de camisa diferente no campo é o juiz, viu?”
“Mulher jornalista? Tinha que comentar sobre culinária”
“Lugar de mulher é em casa”
“Estádio de futebol não é lugar para mulher”
“Veio só para ver os homens, né?”
“Mulher que vai ao estádio sozinha não é para casar”.

 

IMPRIMIR

Fonte:

Com portais de notícias