Um jovem de 19 anos morreu baleado depois de uma briga generalizada por causa do atropelamento de um cachorro na madrugada desta quarta-feira (25) em Extrema (MG). Duas pessoas também foram baleadas e estão internadas.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o cachorro de uma família teria sido atropelado por um grupo de motociclistas. Um homem de 45 anos, que seria apontado como responsável pelo atropelamento, foi até a casa da família para esclarecer a situação e acabou sendo baleado na cabeça pelo filho do dono do cachorro, de 22 anos. Após os disparos, o jovem fugiu do local.

Revoltados com o ataque ao homem, vizinhos invadiram a casa da família e destruíram móveis e depredaram o carro da família. Na hora em que esse ataque aconteceu, o dono da casa precisou se esconder no forro da residência. A Polícia Militar esteve no local e para dispersar as pessoas, um soldado tentou usar uma bomba de efeito moral, mas depois desistiu.

Enquanto tentava recolocar o pino na bomba, o policial percebeu que um homem de 25 anos saiu de um matagal e atirou contra o jovem de 19 anos, identificado como Edivan Lucas, que morreu no local. Após isso, começou uma troca de tiros e o homem que atirou no jovem foi baleado nas nádegas e no abdômen. A polícia não confirmou se o jovem que foi morto era da família dos donos do cachorro.

O homem de 45 anos, que foi baleado na cabeça, seria transferido para a UTI do Hospital São Lucas. O suspeito de 25 anos, que teria atirado no jovem que morreu, está na UTI do mesmo hospital.

A Polícia Civil informou que vai abrir inquérito para investigar o caso. A corporação disse ainda que nesta quarta-feira a polícia trabalha em regime de plantão e, por isso, mais informações só serão divulgadas na quinta-feira pelo delegado do caso.

 

Fonte: Matéria do G1||https://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/2019/12/25/jovem-de-19-anos-morre-e-dois-sao-baleados-apos-confusao-por-atropelamento-de-cachorro.ghtml
Imprimir
Comentários