Uma mulher de 30 anos e uma jovem de 22 foram presas em São Roque de Minas nessa segunda-feira (9). Segundo a Polícia Militar, elas são suspeitas de ter matado um jovem de 25 anos, possivelmente a facadas em Lagoa da Prata. O crime ocorreu em novembro de 2016.

A Polícia Militar informou ainda que uma delas estava em um bar na cidade quando comentou com outra pessoa que cometeu o crime. Neste momento, uma testemunha que ouviu o fato acionou os militares.

Ao ser abordada pela PM, ela deu informações falsas. “Ela se identificou com o nome da irmã. Após ser liberada, outra denúncia alertou os militares sobre a informação falsa. Neste momento nós fizemos contato com o delegado em Lagoa da Prata mostrando a foto da suspeita e ele confirmou que era a autora do fato e disse ainda que havia outra pessoa envolvida”, disse o sargento da PM, Cláudio Márcio dos Santos.

Os militares realizaram buscas em São Roque de Minas. Uma das suspeitas foi encontrada em casa e a outra no Centro da cidade. Havia um mandado de prisão em aberto contra as duas.

O crime
Segundo a polícia, o jovem morto tinha um relacionamento com a mulher de 30 anos e era funcionário dela em uma boate. A polícia disse que um dos motivos do crime é um desentendimento entre os dois.

A vítima pode ter sido morta a facadas ou espancada, segundo a polícia. Em seguida, as mulheres levaram o jovem até um canavial onde atearam fogo. Há suspeitas de que ele ainda estivesse vivo nesse momento. O laudo pericial ainda não foi concluído.

IMPRIMIR
Fonte:

G1