Em uma ação conjunta entre as polícias civis de Minas Gerais (PCMG) e de Goiás (PCGO), um homem, de 35 anos, foi preso na cidade de Formiga, na quarta-feira (27).

Ele é suspeito de ter provocado um acidente que resultou na morte de um jovem, de 18, no dia 27 de setembro, na cidade de Santa Helena de Goiás (GO). O veículo utilizado no dia do crime também foi apreendido.

O acidente de trânsito ocorreu na rua 230, esquina com a rua 222, quando o condutor de uma motocicleta foi surpreendido pelo veículo do suspeito e arremessado na via. O jovem não resistiu aos ferimentos e faleceu no hospital. Imagens de câmeras de segurança flagraram o fato e possibilitaram a identificação do suspeito, que não prestou socorro à vítima.

Trabalho investigativo

Os levantamentos preliminares apontaram que o suspeito, momentos antes, adquiriu e ingeriu bebidas alcoólicas, fator que, possivelmente, incidiu na fuga dele do local do crime. Em posse das informações, a polícia identificou o suspeito, bem como o veículo conduzido por ele, o que possibilitou a localização e apreensão do automóvel em uma rodovia entre os estados de Goiás e Minas Gerais.

Conforme apurado, o veículo foi encontrado depredado, com a lataria completamente avariada. Os danos foram causados intencionalmente pelo suspeito, com o intuito de prejudicar perícias e ainda se utilizar dos estragos para acionar o seguro.

Diante dos indícios de materialidade e autoria, a PCGO representou pela prisão preventiva do suspeito e pela busca e apreensão do veículo, as quais foram deferidas pela Justiça. O homem foi localizado pela equipe da Delegacia Regional de Polícia Civil em uma residência de Formiga.

De acordo com o delegado responsável, Danillo Proto, ao final do inquérito, o suspeito será indiciado pelos crimes de homicídio doloso – dolo eventual praticado com veículo automotor, sob estado de embriaguez –; omissão de socorro e fraude para recebimento de seguro.

A ação, coordenada pela Polícia Civil do Estado de Goiás, contou com o apoio da PCMG em Formiga, Divinópolis e Uberaba.

Fonte: Polícia Civil

print
Comentários