Após longa reunião entre membros do Ministério Público, prefeito Moacir Ribeiro; o chefe de Gabinete José Terra de Oliveira Júnior (Terrinha); o procurador municipal (Mauro Carlos de Souza) e ainda a presença de outros assessores municipais, o MP recomendou o adiamento do leilão que estava marcado para ocorrer nesta sexta-feira (22).

A recomendação acolhida pelo município teve como finalidade permitir que se complemente informações solicitadas e não constantes do processo de leilão.

A Prefeitura pretende fazer com que o leilão se efetive ainda no próximo mês, provavelmente no dia 16 ou 17, e espera arrecadar algo em torno de R$500 mil, que serão utilizados para quitação de contrapartida de financiamento a fundo perdido, obtido para a compra de máquinas e equipamentos através do governo federal.

O pedido de verificação por parte do MP sobre a regularidade do processo de leilão foi protocolado no MP, na sexta-feira passada (15) e está subscrito pelos vereadores Mauro César, Arnaldo Gontijo e Luciano Duque.

Imprimir

Comentários