As ações desenvolvidas em Formiga no combate ao novo coronavírus têm sido destaque na imprensa regional. Nesta semana, uma reportagem especial preparada pelo “MG2” da “TV Integração” apresentou um levantamento sobre a taxa de testagem para Covid-19 nas principais cidades da área de cobertura da emissora.

Os dados divulgados  na quarta-feira (29), mostram que Formiga é o município da região que mais testa a população para diagnosticar os casos da doença. A pesquisa leva em consideração a soma de casos positivos e negativos, dividida pelo número de habitantes de cada cidade, com um denominador comum: mil moradores. Os números foram analisados com base nos Boletins Epidemiológicos divulgados diariamente pelas Secretarias Municipais de Saúde. Estes são os mesmos parâmetros utilizados pela Organização Mundial de Saúde para a análise de testagem dos países.

                Nos quatro meses de pandemia, Formiga já testou 59,19 pessoas a cada mil habitantes, enquanto Divinópolis testou somente 3,95. Em Itaúna o número de testes é de 12,62; em Araxá, 12,57. Até a divulgação da reportagem, em Nova Serrana haviam sido testadas 6,36 pessoas e em Bom Despacho, 6,32. Já em Pará de Minas o número é de 16,24 e em Lagoa da Prata, 33,11 testagens.

                “A estratégia adotada pelo Executivo formiguese é testar mais, para que as pessoas com diagnostico positivo sejam colocadas em isolamento e, assim, evitar que o vírus seja transmitido a outras pessoas. O município também está trabalhando para ampliar ainda mais o número de testagens. Queremos, que até dezembro, sejam realizados testes em pessoas assintomáticas para que diminua ainda mais a transmissão da doença em nossa cidade. Até o final do ano, o nosso objetivo é testar 25% da população formiguense”, explicou o Secretário Municipal de Saúde, Leandro Pimentel.

LABORATÓRIO EXCLUSIVO COVID-19

A meta de testagem será possível com a montagem de um laboratório para a realização dos exames exclusivos da Covid-19, com resultados em até 12 horas. O Executivo já deu início ao processo de contratação de empresa para executar o trabalho.  “A previsão é que o laboratório comece a funcionar em agosto, com capacidade para fazer até 160 exames de RT-PCR por dia, o que é considerado pela Organização Mundial de Saúde, como “Padrão-Ouro” no diagnóstico da Covid-19. Um investimento de mais de R$800 mil reais”, informou o prefeito Eugênio Vilela.

Imprimir
Comentários