A chuva que caiu na Grande São Paulo entre a noite de segunda e a manhã desta terça-feira (26) provocou estragos em várias cidades da região. O Aeroporto de Guarulhos chegou a fechar, e voos foram cancelados. O muro de um cemitério desmoronou em Santo André e árvores de grande porte caíram. A capital tinha ao menos 14 pontos de alagamento nesta manhã.

A linha 7-Rubi da CPTM, que passa por Jundiaí, operava com velocidade reduzida e maior tempo de parada no início da manhã. No Aeroporto de Guarulhos, foram ao menos 37 voos cancelados, sendo 27 da Gol, 7 da Latam e 3 da Avianca. A Latam informou que oito voos foram desviados para outros terminais.

A previsão é a que operação no terminal seja normalizada ainda nesta manhã.

Aeroporto de Guarulhos registra atrasos e cancelamentos de voos

Queda de muro, vidro estilhaçado e trânsito

Segundo balanço do Corpo de Bombeiros, foram registrados das 0h às 9h desta terça-feira 98 quedas de árvores e 4 deslizamentos de terra ou desabamentos.

O trânsito durante a manhã ficou congestionado. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou 183 Km de congestionamento só na capital. A média para o dia e o horário fica entre 95 Km e 131 Km. O segundo maior trânsito do ano no período da manhã foi batido às 8h30, com 185 Km de lentidão.

Em Santo André, o muro do Cemitério da Vila Pires, na rua Coimbra, caiu e invadiu parte da calçada. O Departamento de Trânsito da cidade precisou usar cavaletes para isolar parte da pista e proteger pedestres e carros.

Muro de cemitério cai em Santo André durante temporal na noite desta segunda-feira (25) — Foto: Reprodução/TV Globo

Uma árvore de grande porte também caiu na cidade e atingiu um carro na rua Alberto de Faria, no bairro Vila Guaraciba.

Árvore caiu em Santo André durante temporal na noite desta segunda-feira (25) — Foto: Reprodução/TV Globo

Em Guarulhos, o vidro de uma academia estilhaçou. Clientes malhavam no estabelecimento no momento que o vidro quebrou, mas ninguém ficou ferido.

Academia de Guarulhos teve vidros estilhaçados durante chuva — Foto: Reprodução/TV Globo

Em Higienópolis , na região central da capital, uma árvore caiu na rua Veiga Filho, que ficou bloqueada nesta manhã.

Estado de atenção para alagamentos

Logo no início da manhã, às 5h48, começou o estado de atenção nas zonas Sul e Oeste e na Marginal Pinheiros. Às 6h05, o alerta também passou a valer para as zonas Norte, Leste e Sudeste, além do Centro e da Marginal Tietê. O estado de atenção foi finalizado às 8h20, quando foram registrados 13 pontos de alagamento.

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE), área de instabilidade vinda da região de Sorocaba começou atingindo as zonas Sul e Oeste da cidade com pancadas de chuva de até forte intensidade. A previsão é que, nas próximas horas, as chuvas se espalhem para o restante da capital paulista.

Volume de chuva e vento

O local com maior volume de chuva na noite de segunda-feira na capital paulista foi o Butantã, na Zona Oeste, com 57 mm. Em Parelheiros, na Zona Sul, foram 54 mm. Em Francisco Morato foram 51 mm, enquanto Santo André e Mauá acumularam 46 mm cada.

Os ventos na Grande São Paulo chegaram a 82 km/h. Também houve 8.077 raios na região, sendo que 2.676 atingiram o solo.

 

 

Fonte: G1 ||

print

Comentários