Texto desconhecido de Machado de Assis vem à luz

O poema foi publicou no jornal ?Correio Mercantil?, quando o autor tinha 17 anos.

O poema foi publicou no jornal ?Correio Mercantil?, quando o autor tinha 17 anos.

Um professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) encontrou um poema desconhecido de Machado de Assis publicado no jornal ?Correio Mercantil?, quando o autor tinha 17 anos. A obra passou quase 160 anos despercebida pelos estudiosos e surgiu por meio de uma pesquisa feita pela web sobre as influências de Machado.
A assinatura revela o nome que o autor usava na época: Joaquim Maria Machado de Assis. ?O Grito do Ipiranga? foi publicado na edição de 9 de setembro de 1856, mas ficou esquecido. Este é o primeiro texto publicado pelo autor em um grande jornal. O achado é do professor de literatura brasileira da UFSCar Wilton Marques, que teve uma surpresa enquanto acessava o acervo da Biblioteca Nacional na internet.
?Fui conferir os poemas associados ao ?Correio Mercantil?, no qual, segundo a crítica, Machado só teria publicado algo a partir de 1858. Na pesquisa com o jornal eu ampliei a abrangência nos anos 50 e apareceu?, explicou o professor.
O texto não chama atenção pela qualidade literária, mas por mostrar um Machado adolescente e em fase de amadurecimento intelectual. Os 76 versos são uma homenagem ao Dia da Independência, uma forma nacionalista que o escritor logo abandonou. O texto trouxe agitação para os bastidores literários. A descoberta, ao invés de trazer explicações, levanta mais dúvidas sobre uma época pouco conhecida: a adolescência de Machado. ?A grande questão é que não se sabe bem como um jovem intelectual negro, em uma sociedade escravocrata como a da época, conseguiu se inserir na intelectualidade brasileira?, aponta Marques.

Imprimir
Comentários

Sobre o Autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Texto desconhecido de Machado de Assis vem à luz

O poema foi publicou no jornal “Correio Mercantil”, quando o autor tinha 17 anos.

O poema foi publicou no jornal “Correio Mercantil”, quando o autor tinha 17 anos.

Um professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) encontrou um poema desconhecido de Machado de Assis publicado no jornal “Correio Mercantil”, quando o autor tinha 17 anos. A obra passou quase 160 anos despercebida pelos estudiosos e surgiu por meio de uma pesquisa feita pela web sobre as influências de Machado.

A assinatura revela o nome que o autor usava na época: Joaquim Maria Machado de Assis. “O Grito do Ipiranga” foi publicado na edição de 9 de setembro de 1856, mas ficou esquecido. Este é o primeiro texto publicado pelo autor em um grande jornal. O achado é do professor de literatura brasileira da UFSCar Wilton Marques, que teve uma surpresa enquanto acessava o acervo da Biblioteca Nacional na internet.

“Fui conferir os poemas associados ao ‘Correio Mercantil’, no qual, segundo a crítica, Machado só teria publicado algo a partir de 1858. Na pesquisa com o jornal eu ampliei a abrangência nos anos 50 e apareceu”, explicou o professor.

O texto não chama atenção pela qualidade literária, mas por mostrar um Machado adolescente e em fase de amadurecimento intelectual. Os 76 versos são uma homenagem ao Dia da Independência, uma forma nacionalista que o escritor logo abandonou. O texto trouxe agitação para os bastidores literários. A descoberta, ao invés de trazer explicações, levanta mais dúvidas sobre uma época pouco conhecida: a adolescência de Machado. “A grande questão é que não se sabe bem como um jovem intelectual negro, em uma sociedade escravocrata como a da época, conseguiu se inserir na intelectualidade brasileira”, aponta Marques.

Redação do Jornal Nova Imprensa O Tempo

Comentários

Sobre o Autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!