O traficante brasileiro Marcelo Pinheiro Veiga, conhecido como  Marcelo Piloto, um dos líderes do Comando Vermelho foi extraditado nesta segunda-feira (19) do Paraguai para o Brasil. Ele é acusado de tráfico internacional, falsidade ideológica e homicídios.

Segundo a imprensa do Paraguai, ele deixou o país em uma aeronave do Grupo Aerotático da Força Aérea Paraguaia às 5h05.

Foto: Divulgação Polícia do Paraguai

Traficante confesso, Marcelo Piloto fugiu do Brasil depois de ser condenado a 26 anos de reclusão. A extradição do brasileiro foi cercada de sigilo e segurança envolvendo três barcos de patrulha das Forças Operacionais Especiais de Polícia (FOPE), segundo a imprensa do Paraguai.

No sábado (17), Marcelo Piloto matou uma jovem de 18 anos, que foi visitá-lo no Agrupamento Especializado de Assunção. Ele desferiu 17 golpes de faca na mulher. Autoridades paraguaias acreditam que ele cometeu o crime na tentativa de evitar a extradição para o Brasil.

Piloto foi preso na cidade de Encarnación, no Paraguai, em 2017, após a descoberta que estava usando documentos falsos.

 

Fonte: Agência Brasil ||

Imprimir

Comentários