Mesmo após mais de 2 anos e 8 meses no rompimento da Barragem B1, da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho , Região Metropolitana de Belo Horizonte, mais uma vítima foi identificada.

A Polícia Civil informou que trata-se de uma técnica de enfermagem do trabalho, casada, com 37 anos à época do óbito.
Ao todo, 262 pessoas que morreram em decorrência do rompimento da barragem já foram identificadas. Oito vítimas continuam desaparecidas.

Fonte: Estado de Minas

print
Comentários