A Viação Formiga informou à Câmara de Vereadores que pretende, em breve, colocar em funcionamento nos coletivos que atendem o transporte urbano na cidade, o moderno sistema de bilhetagem eletrônica, já consagrado em cidades de maior porte que a nossa. Para tanto, Haroldo Goulart, gerente da empresa, esteve naquela casa e apresentou aos vereadores e público presente, o novo sistema, respondendo a questionamentos que lhe foram dirigidos, dirimindo dúvidas a respeito.
Disse Haroldo que além dos muitos investimentos que a empresa fez na cidade (renovação de parte da frota, treinamento contínuo de funcionários, melhoria nas condições de trabalho, construção de nova garagem, desenvolvimento de pesquisas e estudos através de parcerias com o Unifor-MG e empresa especializada de Belo Horizonte e outros), agora, com o objetivo de dar continuidade ao projeto de modernização do transporte público de Formiga e ainda, seguindo uma tendência nacional do transporte urbano, se pretende, em breve, disponibilizar o moderno sistema de bilhetagem eletrônica.
Lembrou que o Sistema de Bilhetagem Eletrônico é muito mais que a simples substituição do vale transporte (de papel por cartões inteligentes), agregando um série de outras vantagens Dente elas:
 modernização do sistema de transporte coletivo urbano de Formiga, a exemplo de outras cidades.
 Redução do volume de numerário circulando nos ônibus, oferecendo maior segurança aos usuários do sistema.
 Ampla possibilidade de integração entre as linhas da empresa.
 Agilização no embarque e na passagem dos usuários pela catraca, reduzindo o tempo de viagem.
 Agilidade no pagamento.
 Maior segurança e agilidade na operação de venda/compra e uso de vales transportes.
 Fim do comércio ilegal de Vales Transportes.
 Maior controle operacional por parte da empresa.
 Facilidade para obtenção de dados operacionais.
 Fidelização do cliente dificultando o repasse de ?vales? à concorrência (comum em grandes cidades)
Haroldo fez questão de ressaltar que os beneficiários de passe-livre concedido por lei, idosos e deficientes, continuarão sendo atendidos no novo sistema, necessitando apenas de recadastramento que, no caso de Formiga, poderá ser feito mediante a importação do cadastro disponível na secretaria que disponibiliza tais benefícios.
Lembrou também que o novo sistema, será implantado gradativamente após a autorização municipal específica para tal e que, o recebimento do valor da passagem em dinheiro, continuará sendo feito normalmente pelo cobrador (no veículo), o qual continuará desempenhando sua função, como ocorre em outros lugares onde o SBE já funciona há tempos. Portanto, não há o menor risco de ocorrência de desemprego. Ao contrário, os profissionais estarão sendo melhor treinados e agregando novos conhecimentos (na área de informática) aos seus currículos.
Segundo Haroldo, os novos investimentos trazem uma série de benefícios do ponto de vista do controle administrativo da operação o que, lhe permite afirmar que os novos investimentos serão suportados pela própria empresa a longo prazo, sem que influam na composição de custos que determina o preço da tarifa. Portanto, tais investimentos não serão repassados ao usuário final. Apenas os benefícios do novo sistema, conforme demonstrado.

Imprimir
Comentários