A vida moderna e o tradicional o cochilo depois do almoço convergem na forma de um novo e insólito produto chamado travesseiro-avestruz (Ostrich Pillow, em inglês). Criado para sonecas fora de casa, o produto é nada mais que uma almofada oca com três orifícios (dois para os braços e um para o nariz) – ainda que, de tão inusitado, seja mais apropriado para quem não tem medo de passar um pouco de vergonha.
A ideia é do Banana Studios, projeto que reúne vários escritórios de design da Espanha onde a sesta é comum. O travesseiro cria uma atmosfera privada em um contexto público, seja no transporte público, em aeroportos ou mesmo no trabalho, disse à BBC o britânico de origem iraniana Ali Ganjavian, um dos criadores do objeto e sócio do escritório de arquitetura Kawamura-Ganjavian.
O Banana Studios conseguiu arrecadar US$ 126 mil (R$ 254,5 mil) para desenvolver o projeto por meio do Kickstarter (site de arrecadação de dinheiro para determinadas causas), depois de, em 2011, ter conquistado espaço para o Ostrich Pillow em publicações especializadas em design. A essência (da ideia) é que a sociedade mudou, afirma Ganjavian. Antes, dormíamos muito mais. Agora, trabalhamos muito mais horas, e o cansaço a que estamos expostos não é apenas físico, mas mental. Nos esquecemos de nos desconectar.
A invenção surgiu da necessidade dos próprios designers, de fazer uma pausa para se revitalizar. O conceito por trás da ideia são os cochilos breves e supostamente revigorantes.

print
Comentários