O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro decidiu multar o ex-governador Anthony Garotinho (PR) e o deputado federal Geraldo Pudim (PR-RJ) em R$ 5 mil cada um pela acusação de propaganda extemporânea. Cabe recurso à decisão, que foi tomada na segunda-feira (3).
Segundo informações do tribunal, o motivo da multa foi o site ?Volta Garotinho?. O tribunal informou ainda que o Ministério Público Eleitoral considerou que havia o ?propósito de arregimentar eleitores?,
Em seu blog, Garotinho afirmou que a acusação é ?surreal?.
?Me acusam de propaganda extemporânea, por conta do blog ?Volta Garotinho?, que foi criado no ano passado, pelo deputado Pudim e um grupo de amigos. O deputado inclusive assumiu a paternidade do blog. Assim mesmo, eu também fui multado. É inacreditável! Enquanto isso tem um monte de blogs aí, de ?amigos do fulano?, ?amigos do beltrano?, que defendem candidaturas à presidência, ao governo do Estado, ao Senado, à Câmara de Deputados e ALERJ que só falam das coisas feitas pelos seus candidatos, os enaltecem e atacam os adversários. Tudo isso pode! O ?Volta Garotinho? foi proibido, o autor assumiu a responsabilidade, mas o TRE não quis saber?, escreveu.
Em nota, o deputado Geraldo Pudim disse que criou o site em 2009 para expressar sua vontade e a do povo. Ele lembrou que o site foi tirado do ar no ano passado por determinação da Justiça.
Não concordo com o que está imputado a mim, muito menos ao Garotinho, pois todos sabiam desde o início que o que pretendia era mostrar para aqueles que tivessem interesse, o quanto foi realizado no período em que Garotinho administrou o Estado e as provas estavam lá explícitas. Destaco ainda que site e qualquer outra rede através da internet não é como rádio e TV, por exemplo, onde se é surpreendido pelo que está sendo propagado. No site, entram aqueles que querem informações, argumentou.
Outra multa
Na semana passada, Garotinho e o PR foram multados em R$ 50 mil pela acusação de propaganda eleitoral antecipada. O TRE-RJ informou que o partido veiculou cinco inserções de propaganda eleitoral com a participação do ex-governador, que se filiara no mês anterior e que é pré-candidato ao governo do estado.
Sobre a primeira decisão, Garotinho informou anteriormente, também por meio de seu blog, que não houve da parte dele anúncio de candidatura ou pedido de voto. O ex-governador disse que iria recorrer da decisão

print
Comentários