(TSE) realiza os primeiros testes públicos de segurança nas urnas eletrônicas que serão usadas nas eleições de 2010 e nos demais dispositivos do sistema eletrônico de votação. Durante esses dias, 38 especialistas em informática e em engenharia de redes vão tentar violar os programas em concurso realizado nas dependências do tribunal. A finalidade é colocar os softwares à prova e receber contribuições para o aperfeiçoamento do processo informatizado de votação.
Os participantes que apresentarem as três ideias mais relevantes para o aprimoramento do sistema serão premiados em R$ 5 mil, R$ 3 mil e R$ 2 mil. Essa iniciativa de expor a urna eletrônica para testes públicos é inédita na Justiça Eleitoral. A realização dos testes foi aprovada por unanimidade, na sessão administrativa do TSE do dia 30 de junho de 2009. Os testes públicos de segurança no sistema eletrônico de votação servirão para verificar possíveis vulnerabilidades no sistema, ou seja, se ele está sujeito a eventuais violações ou fraudes.
O ministro Ricardo Lewandowski foi designado pela Corte para coordenar a realização dos testes. Em sua opinião, essa é uma oportunidade para demonstrar a segurança das urnas eletrônicas, além de demonstrar ?a total transparência com que o Tribunal lida com o tema?.
Os resultados serão analisados e divulgados por uma comissão formada por membros externos à Justiça Eleitoral, denominada Comissão Avaliadora.

print
Comentários