A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) tornou-se um dos assuntos mais comentados da internet. O motivo é um possível fechamento do centro de ensino por falta de recursos em meio a dificuldades financeiras. A informação foi revelada pela reitora Denise Pires de Carvalho e pelo vice-reitor Carlos Frederico Leão em artigo publicado pelo jornal ‘O Globo’ na última semana. 

A instituição alega que pode fechar as portas até julho. A administração cita que no fim de abril o governo federal bloqueou R$ 41,1 milhão do orçamento que seria destinado à UFJR.

“Com o que temos disponível para gastos discricionários hoje, a UFRJ para de funcionar em julho. As aulas só continuam porque estão remotas. Mas todos os serviços da universidade, como os hospitais e as pesquisas, incluindo o desenvolvimento de uma vacina de Covid-19, serão interrompidos”, afirmou Denise Pires.

De acordo com ela, “desde 2013, o orçamento das universidades vem sendo radicalmente cortado. O orçamento discricionário aprovado pela Lei Orçamentária para a UFRJ em 2021 é 38% daquele empenhado em 2012”.

“A UFRJ fechará suas portas por incapacidade de pagamento de contas de segurança, limpeza, eletricidade e água. O governo optou pelos cortes e não pela preservação dessas instituições. A universidade nem sequer pode expandir a arrecadação de recursos próprios, pois não estará garantida a autorização para o gasto. A universidade está sendo inviabilizada”, pontua.

A reitora relembra, ainda, a importância da universidade em períodos de agravos sanitários, como a pandemia de covid-19. A instituição auxilia no desenvolvimento de vacinas e foi um dos primeiros lugares do Brasil a fazer o teste para covid-19 RT-PCR, considerado padrão ouro nos diagnósticos.

Segundo dados do Painel do Orçamento Federal, o orçamento destinado às 69 universidades é R$ 2,5 bilhões, quantia semelhante ao que era destinado 17 anos atrás, quando eram 51 instituições. A quantidade de alunos entre os anos também aumentou: de 574 mil para 1,3 milhão.

Fonte: Rádio Itatiaia

print
Comentários